Avançar para o conteúdo principal

Um transtorno chamado dislexia

Conhecida por ser um transtorno na leitura, soletração e aprendizagem, a dislexia ocorre aproximadamente entre 3% a 17.5% da população, contudo é importante salientar que a sua ocorrência parece variar de acordo com a faixa etária e a língua materna.
Por estar intimamente ligado à dificuldade de ler, escrever e soletrar, muitas vezes este transtorno é interpretado como sendo deficit de atenção, hiperatividade ou então mesmo desleixo e falta de interesse por parte da pessoa vitima do transtorno.
Ao contrario do que ainda se pensa a dislexia não é uma doença, mas sim a formação diferenciada do encéfalo que acarreta problemas na aprendizagem.
fonte
Viver com a dislexia não é fácil, porém algumas das lacunas podem ser colmatadas dependendo do grau que cada individuo possui.
No caso da Manuela Sousa a dislexia só foi identificada quando ela andava no secundário e felizmente com os anos muitas das dificuldades foram superadas. Contudo ela afirma que "atualmente ainda existe muita falta de preparação por parte dos educadores e/ou educadores que, diariamente, lidam com as nossas crianças."
Contudo e apesar das lacunas que ainda existem no que diz respeito à identificação desta patologia a Manuela diz acreditar que os casos mais severos são mais facilmente identificados, contudo "os tipos mais leves ou incomuns de dislexia continuam a passar despercebidos".
Atualmente existem poucos estudos que se foquem na problemática da dislexia, contudo alguns estudos confirmam que os disléxicos revelam mais problemas comportamentais existindo uma associação entre a dislexia e alterações do funcionamento psíquico do indivíduo. 
Quando questionada sobre o impacto que a dislexia teve na sua vida, Manuela Sousa apenas disse "Provavelmente, nos primeiros anos, a aprendizagem teria sido mais fácil sem a ter. Mas não culpo a Dislexia pelos momentos difíceis, culpo o nosso sistema de ensino. Esse, que não se adapta às crianças, que ainda utiliza técnicas baseadas na memorização, que não estimula o aproveitamento da diferença."

Comentários

  1. nosso realmente....dislexia não é doença ....Mas a pessoa que tem atrapalha em algumas coisas...Dá dó das pessoas ....deveriam mesmo enxergar os outros com esse problema mesmo nas escolas ...bjs!

    ★Blog Brilho das Estrelas★

    ResponderEliminar
  2. Identificar e acompanhar já são passos enormes neh.

    BEIJOS.

    ResponderEliminar
  3. Ainda à muito para fazer no sistema de ensino para que possa ir ao encontro das necessidades das crianças...


    Isabel Sá
    Brilhos da Moda

    ResponderEliminar
  4. Ainda à muito para fazer no sistema de ensino para que possa ir ao encontro das necessidades das crianças...


    Isabel Sá
    Brilhos da Moda

    ResponderEliminar
  5. Há imensa gente com dislexia! Não é uma doença e mas com treino e acompanhamento acaba por se conseguir ultrapassar.
    Beijinho

    ResponderEliminar
  6. Há muita gente,infelizmente,com dislexia!! A dislexia afecta imensa gente!! Espero que tudo se ultrapasse!! Boa terça-feira para ti,fica bem querida,muitos beijinhos!!

    ResponderEliminar
  7. E há cada vez mais pessoas com dislexia..
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  8. Uma aula de informação... e que nos permite respeitar o portador desse "problema', que pode ser ultrapassado com amor, carinho e muita.. muita paciência!!

    ResponderEliminar
  9. O the voice portugal é um programa espectacular com excelentes vozes,eu acompanho e adoro,desde a primeira edição até à edição de agora!! A voz da Patrícia Teixeira é lindíssima,ela vai-se tornar numa excelente cantora,muito obrigada pela tua visita no meu blogue!!

    ResponderEliminar
  10. As pessoas que conheço com dislexia tornaram-se grande pessoas. Felizmente, não foi este problema que as afetou de progredir :)
    Beijinho, Kati

    ossegredosdakati.blogspot.com

    ResponderEliminar
  11. O nosso sistema de ensino precisa melhorar, nossas crianças precisam de mais apoio, mais acompanhamento, pois a dislexia não é bom para a criança, Teresinha tenha um ótimo dia, bjs.
    http://www.lucimarestreladamanha.blogspot.com.br/

    ResponderEliminar
  12. Não conhecia esse transtorno assim tão profundo mais gostei da postagem,
    tenha uma semana abençoada, obrigado pela visita.
    Blog: https://arrasandonobatomvermelho.blogspot.com.br/
    Canal:https://www.youtube.com/watch?v=DmO8csZDARM

    ResponderEliminar
  13. Confesso que nem conhecia nem sei o que dizer
    Beijinhos
    CantinhoDaSofia /Facebook /Intagram
    Tem post novos todos os dias

    ResponderEliminar
  14. As escolas portuguesas não estão preparadas ainda para muita coisa
    Beijinhos

    Blog ChocoPink / Instagram / Facebook

    ResponderEliminar
  15. Tema muito bem lembrado, a dislexia faz-me lembrar o ser-se canhoto... Infelizmente ainda ha muito a fazer no sistem de ensino portugues como foi dito acima... Se nao fosse eu o meu mano mais novo nao era canhoto...
    Bjinhosss e continuacao de uma boa semana*
    https://matildeferreira.co.uk/

    ResponderEliminar
  16. Nem de proposito... atraves duma pesquisa descobri isto
    Vale a pena ler :)
    http://dyslexiamylife.org/

    ResponderEliminar
  17. Ultimamente há muita gente com dislexia! Não deve ser nada agradável!
    Beijinhos

    https://annahandtheblog.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  18. Tenho uma amiga minha que claramente tem dislexia, é super inteligente mas depois para perceber o que ela escreve é muito complicado. Por vezes até as mensagens de texto do telemóvel eu tenho dificuldade em perceber o que ela quer dizer! Beijinhos
    --
    O diário da Inês | Facebook | Instagram

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pois... Mas felizmente este transtorno não afeta a inteligência das pessoas e a tua amiga é a prova disso!

      Eliminar
  19. É uma percentagem muito grande de pessoas com dislexia, não sabia. Acredito que muita gente o seja e não o saiba :(
    Há que estar atento.
    Bjxxxx

    ResponderEliminar
  20. Muito bom esse post, muitas crianças sofrem com esse problema e na maior parte das vezes ninguém percebe.


    Beijos
    BlogCarolNM
    FanPage

    ResponderEliminar
  21. Olá querida! :)
    Um bom acompanhamento psicológico ajuda muito na dislexia...
    Hoje resolvi postar um devaneio no meu blog, depois se quiseres passa por lá para ler.
    Beijinhos,
    http://www.arielvibes.blogspot.pt

    ResponderEliminar
  22. Eu tive alunos com este problema e realmente é um problema real que é possível tratar, mas que não é fácil. E se não o é em crianças, muito menos quando já somos adultos.
    Bem interessante o teu texto.

    ResponderEliminar
  23. Um post, sobre um assunto bem pertinente... um distúrbio, que deveria ter um melhor acompanhamento, no meio escolar... o que ajudaria a evitar tanto sofrimento causado pelo mesmo, a quem dele sofre...
    Adorei o post!!!
    Beijinhos!
    Ana

    ResponderEliminar
  24. A minha neta Baixinha tem um apêndice da dislexia : a disgrafia...
    Está sinalizada é apoiada
    Kis :=}

    ResponderEliminar

Enviar um comentário

Mensagens populares deste blogue

TAG| 100 perguntas que ninguém pergunta

Sabendo como eu gosto de responder a TAGs a Matilde do blog "O Cantinho da Tily", nomeou-me para este desafio bem simples e divertido. As regras são simples, responder às 100 perguntas, e nomear quem quisermos. Vamos a isso? 1. Você dorme com as portas do seu armário aberta ou fechada? Prefiro fechada por uma questão de organização, mas não me faz diferença. 2. Você leva embora os shampoos e condicionadores dos hotéis? Sim!!! 3. Você dorme com seu edredão dobrado para dentro ou apra fora? Tanto faz! 4. Você já roubou uma placa de rua? não, mas confesso que gostava de ter uma! 5. Você gosta de usar post-it? Adoro! 6. Você corta cupões, mas depois nunca usa? Sim! 7. Você prefere ser atacado por um urso ou um enxame de abelhas? Venha o diabo e escolha! 8. Você tem sardas? Nop. 9. Você sempre sorri para fotos? Quase sempre! 10. Qual é a sua maior neura? Ui se as coisas não levarem o rumo que eu quero fico do pior! 11. Você já contou seus passos enquanto você andava? Sim. 12. Você já fez x…

A menina bonita

Decerto que lhe conhecem a imagem, a menina de nove anos, chama-se Kristina Pimenova, e é já considerada uma das raparigas mais belas dos últimos tempos.
A criança, é modelo para marcas como Armani, Vougue e Dolce & Gabanna, e desde os 3 anos que assina contratos milionários. Kristina Pimenova, nasceu em Moscovo, e está inscrita em agências de modelos desde tenra idade. Quem patrocinou tudo isto?! A sua mãe, Glikeriya Pimenova, também uma ex-modelo, tem levado a filha à ascensão, porém, tem também sido criticada por isso. Além de muita gente a criticar por não permitir que Kristina tenha a vida de uma criança normal, a mãe da mesma é ainda mais criticada por ter permitido que recentemente a filha pousasse maquilhada e vestida de forma pouco própria para a sua idade. Glikeriya Pimenova, gere os contratos milionários da filha, bem como as redes sociais da mesma que já tem mais de 300 mil seguidores. Porém não é o numero de seguidores que vai determinar a infância que muitos dizem p…

Giveaway | Dourado é a melhor cor

O blog e a sbnails voltaram a firmar uma parceria e desta vez, foi para mimar os meus leitores. Agora que o verão está no auge, todos nós procuramos ter uma pele dourada e fresca, por isso este sorteio dá-vos a oportunidade de ganharem um Óleo Bronzeador Urucun Rosa Mosqueta:

Prémio:
O óleo de Rosa Mosqueta ajuda a acelerar a pigmentação da pele de forma natural. Proporciona à pele um bronzeado intenso, duradouro e com tom dourado.
Perfume Tropical floral com aroma da rosa mosqueta. Este é mais um dos produtos da linha body Screts, enriquecido com minerais que protegem a sua pele do ressecamento e deixando-as mais hidratadas.
Sua fórmula contém agentes hidratantes, óleo de grainha de uva, óleo de soja, pró vitamina A, vitamina E, extrato de cenoura e extrato de Guaraná.

Informações Importantes:

Inicio: 14 de julho de 2017
Fim: 18 de agosto de 2017

Envios feitos apenas para Portugal continental.
Só podem participar pessoas maiores de 18 anos. Se forem menores peçam a um adulto que autorize a…