Avançar para o conteúdo principal

Mensagens

As férias acabaram... Como é que ficaram os animais abandonados?

Existe uma dura realidade que após as férias de verão fica esquecida. Se no inicio do verão as campanhas de sensibilização são muitas (e mesmo assim não são suficientes), a verdade é que depois dos dias dourados de verão, já ninguém pergunta o que aconteceu ao cão idoso que abandonaram às portas de uma instituição, ou então como está aquele cachorrinho que deixaram na beira da estrada.
A minha pergunta para vocês é: Afinal o abandono está a diminuir?
E infelizmente a resposta é não! No final do verão contactei várias instituições que recolhem animais e as respostas são sempre iguais: Não! Não diminuiu.
Para vos ilustrar esta realidade, pedi a várias instituições dados sobre o abandono de animais durante os meses de verão, porém só a Associação Midas no Porto é que se ofereceu para disponibilizar dados concretos:

2015 - 53 animais acolhidos pela instituição.
2016 - 107 animais acolhidos pela instituição. 
2017 - 71 animais acolhidos pela instituição.

Porém antes de começarem a bater palma…
Mensagens recentes

Hora da Póóóchete#62

Como acabar com uma conversa em apenas duas mensagens:
Ele: Quero-me perder contigo!
Eu: Não é difícil, tenho péssimo sentido de orientação!

Ele nem sugeriu um GPS!

Afinal existe uma anita dentro de mim

Desde o dia em que me divorciei que a minha vida se transformou numa espécie de colecção literária infantil ao estilo da famosa "Anita" (ou melhor da "Martine"), com tantos ou mais volumes recheados de aventuras que são feitas pela primeira vez. Senão vejamos:

Teresa de Comboio
Teresa vai à advogada
Teresa vai ao concerto sozinha
Teresa vai ao talho
Teresa faz anos
Teresa vai ser tia
Teresa dá a papa
Teresa compra fraldas
Teresa está doente
Teresa e a cadela extraordinária
Teresa decora o quarto
Teresa faz jardinagem
Teresa vai mudar de casa
E por ai a fora...

Nunca pensei ter tanto em comum com esta aventureira da minha infância.

Inspirações para o Halloween

Outubro começou e com ele trouxe o Halloween!
Bem sei que em Portugal esta não é uma data muito celebrada, mas a verdade é que se quando eu era pequena mal se ouvia falar neste dia, ao longos dos anos reparei num aumento de pessoas que se prepara para celebrar a data mesmo que em terras lusas esta não seja uma celebração tradicional.
A pensar nessas pessoas, preparei um post com algumas inspirações para aquela que dizem ser a noite mais assustadora do ano!
Sempre desejei a oportunidade de organizar em casa uma festa entre amigos para celebrar a data, mas a verdade é que nunca surgiu a oportunidade, porém é sempre uma boa sugestão, não só para quem vai organizar um jantar/festa, mas também para as pessoas que como eu entram no espírito festivo e decoram a casa.
E se algumas pessoas não decoram a casa existem aquelas que gostam de passear nas ruas nesta noite, ou então ir a festas, porque não uma fatiota original? Melhor que isso, porque não deixar o nosso animal de estimação entrar tam…

#Resumo da Semana nº40/2017

O ponto alto da minha semana foi sem dúvida a madrugada da sexta-feira 13 quando uma gastrite decidiu fazer parte da minha noite. Felizmente foi algo leve, porém na sexta de manhã mal me podia mexer com dores no corpo. Depois de uma visita ao posto de saúde acabei por ficar de cama o dia todo, felizmente no sábado já estava melhor, e pude voltar à rotina sem problemas.
As fotografias não foram muitas, entre a gastrite que me arrastou para a cama e a rotina não existiram muitas novidades, espero bem que esta semana seja diferente.
Legenda:

1. Bom dia pessoas!!!
2. Acabadinho de chegar e cheio de coisas boas!!!
3. Almoços felizes
4. Mais uma leitura terminada!!!
5. E é isto... Temos verão no outono
6. As minhas comprinhas chegaram
7. Quando os amigos vão de férias e se lembram de nós...
8. Facto da vida n16: viajar é bom mas voltar a usar o nosso WC é maravilhoso
9. Facto da vida n17: Vai sempre saber bem ligar o rádio e ouvir "acidentalmente" a música da nossa vida
10. Arroz d…

Crónica #04: Já ninguém liga a ninguém!

A expressão "eu sou do tempo" começa a fazer sentido para mim. Aliás apesar da minha imaturidade neste assunto percebi por fim que a expressão já me assenta como uma luva. Eu sou do tempo dos escudos, eu sou do tempo dos telemóveis que pareciam tijolos, eu sou do tempo do Dragon Ball... eu sou do tempo em que muita coisa não era o que é.
Percebi tudo isto quando no outro dia estava a fitar um daqueles telefones antigos que ainda sobrevivem em casa da minha avó. Antigamente eram horas ao telefone, a falar com amigos, conhecidos e família, mas hoje todas essas horas foram susbtituídas pelas mensagens, pelos e-mails pelo messenger e afins.
Já não se cria aquela proximidade. Agora mandamos uma mensagem e esperamos que a pessoa seja tão viciada nas tecnologias como nós somos para que ela nos responda em tempo recorde e assim manter-mos uma espécie de conversa onde a gargalhada é substituída por um lol ou por um smile. Os colegas de trabalho já não falam... Basta enviar um e-mail …

12 factos sobre a sexta-feira que secalhar voicês não sabiam

Apesar de ser apenas mais um dia no calendário, a sexta-feira não é bem recebida por muitos. Na verdade o conceito de sexta-feira chegou até nós através dos romanos, porém no inicio dos tempos, esta data não tinha nada de aterrorizador associada, o passar dos anos e dos eventos é que conotou negatividade a este dia.
1. Algumas pessoas receiam tanto esta data que chegam ao ponto de sofrer um medo irracional sobre este dia, Esta fobia chama-se parascavedecatriafobia ou frigatriscaidecafobia.

2. No cristianismo defende-se que um dos motivos desta data estar associada ao azar deve-se ao facto de Jesus ter sido crucificado a uma sexta-feira e de terem estado treze pessoas na última ceia.

3. Na Europa a sexta-feira 13 está ligada a um evento de má sorte, quando a 13 outubro 1307 (faz hoje 710 anos) a Ordem dos Templários foi considerada ilegal pelo Rei Filipe IV de França. Os membros da ordem foram todos presos, torturados e mortos por heresia.

4. Mu (supostamente um continente perdido como…