Casamentos:

Vestidos para a mãe da noiva

Moda e Beleza

16 peças que ficam bem em qualquer armário

Vestidos é na MillyBrifal

Conheçam uma das minhas lojas online favoritas

Cozinha

Tarte de mousse de chocale rápida e bem fácil de fazer

Oportunidades

3 modelos com descontos até 80%

sexta-feira, 21 de setembro de 2018

10% para ajudar a acabar com o vício

Tenho uma confissão a fazer.
Eu tenho um problema grave. Quer dizer, não é bem um problema mas sim um vício.
Se viram o post que publiquei esta manhã com a tour pelo meu quarto de certeza que repararam que eu tenho uma quantidade um pouco exagerada de calçado, mas que posso dizer, eu adoro calçado e não resisto a uns sapatos, umas botas e botins.
Participar no programa de afiliados da Escapeshoes para mim é uma mais valia, porque além de ter 10% de desconto nas compras, posso também oferecer um código com 10% aos meus leitores que sejam ou queiram vir a ser tão viciados em calçado como eu.
https://www.escapeshoes.com/pt/?ref=33658

1; 2; 3; 4
Estes quatro modelos são apenas algumas das minhas preferências, mas de certeza que se visitarem o site vão encontrar algo que gostem.


8CH64RIX
Desconto 10%


Depois não digam que eu não sou amiga!




Este texto foi pago ou patrocinado.


Acompanhem também as novidades no Instagram (@pequenabonecadetrapos) ou no Google+.

Tour pelo meu quarto

Quando decidi fazer este post existiram duas perguntas que me ocorreram:
1º Vou ter que arrumar o quarto?
2º Como é que será que ficaria mais giro, um post em vídeo ou com fotografias?
Acabei por optar pelas fotografias, porque para ser sincera acho que ainda tenho que "estudar" a parte de criar vídeos porque realmente foi algo que apesar de ter aprendido na faculdade nunca desenvolvi muito, e sei que é uma lacuna. Já agora alguém quer deixar dicas?
Vista do quarto a partir da janela, ou seja, os armários(que já vos mostro por dentro), a cabeceira da cama e a entrada.
Esta estante como podem ver fica do lado direito da cama e é um dos meus orgulhos. A sapateira está ao lado dos armário por trás da porta.
Como prometido, aqui está a parte de dentro de dentro dos armários, como podem ver eu tenho um problema grave com sapatos e malas.
A minha secretária, ou seja o fabuloso lugar onde vos escrevo estes maravilhosos posts, e onde Egas come (sim porque tem que ser num sitio onde a Becas não chegue). Não estranhem a mantinha na cadeira, mas ali é a cama da Egas também. Eu bem lhe arranjei uma, mas ela prefere dormir onde eu ponho o rabo todos os dias.
E finalmente a minha cómoda, onde me arranjo e guardo os produtos de beleza, maquilhagem e para o cabelo.

Como podem ver o meu quarto não é muito grande. Quando voltei para casa dos meus pais tive que me adaptar da melhor maneira, e transformar o escritório num quarto. Acho que fiz um bom trabalho não acham?
E vocês como é o vosso quarto?

Acompanhem as novidades no Facebook e no Instagram (@pequenabonecadetrapos)

quinta-feira, 20 de setembro de 2018

Ornitofobia - O que é e como é que eu vivo com isso

Já vos falei várias vezes de fobias, e também já vos contei que sofro de ornitofobia, mas afinal o que é que isso é, e como é que se vive com essa fobia?
O que é uma fobia?
Primeiramente é importante perceber o que é uma fobia, e neste caso falamos de um medo irracional de determinados objetos, características ou animais. Falamos de um medo fora de proporção com as circunstâncias existentes.

Em que consiste a ornitofobia?

A ornitofobia é o medo irracional de aves, o que leva as pessoas que sofrem desta fobia a sentirem-se extremamente desconfortáveis em relação a aves.
Este desconforto varia de pessoa para pessoa, por isso algumas só sentem medo de determinado tipo de aves (ex: rapina, grande porte...) ou então pode ser um medo generalizado.
Na maioria dos casos, a ornitofobia surge na infância e tende a desaparecer com o tempo, porém em alguns caos pode durar toda a vida.

Como é viver cm ornitofobia?
Confesso que quando era mais nova tinha mais dificuldades em lidar com a fobia até porque nem sempre é possível evitar o contacto com as aves. Agora já aprendi a não fugir , mas fico sempre num estado de ansiedade tão grande que por vezes fico com a sensação que vou desmaiar se uma pomba se aproxima ou faz um voo mais perto de mim.
Com a idade adulta aprendi a evitar sítios onde fique mais exposta a aves, mas a não ser que esteja fechada em casa não o posso evitar completamente.
O pior é mesmo quando a ave surge repentinamente, nesses casos é impossível manter-me calma e é mesmo muito assustador e já tive altura que pensei mesmo que ia morrer de medo. Tirando essas situações por norma consigo manter a calma e afastar-me da ave sem problemas.

Acompanhem também as novidades no Instagram (@pequenabonecadetrapos) ou no Google+.

quarta-feira, 19 de setembro de 2018

6 vestidos plus size que ficam sempre bem

Quando falamos em vestidos de gala, o que habitualmente nos vem à cabeça são vestidos elegantes e femininos. Porém essa imagem está também muitas vezes de forma errada, associada a mulheres de corpos esculturais, e "menos reais".
O que vos desafio a fazer hoje, é olhar para os normais long formal dresses (vestidos longos e formais) de uma forma diferente. Hoje vamos escolher vestidos com medidas grandes e provar que a moda plus size pode ser igualmente elegante e feminina.
Para a minha seleção de modelos, fui ao site Formal Dress Australia e escolhi aqueles que para mim são os melhores de sempre, e que eu usaria sem pensar duas vezes.
http://www.formaldressaustralia.com/?utm_source=post&utm_medium=FDA286&utm_campaign=blog
1; 2; 3; 4; 5; 6.
Como podem ver, eu gosto particularmente de modelos fluidos e de tecidos mais leves para que os mesmos não mostrem as "gordurinhas" extra, mas ao tempo gosto de modelos que favoreçam a parte do busto e do peito.
Dependendo das curvas do corpo e do tom de pele, acho que os plus size formal dresses, podem e devem usar e abusar das cores, ao contrario de muitos modelos ditos normais que muitas vezes podem ser bonitos, mas cuja cor pode deixar muito a desejar, no caso dos vestidos plus size as cores podem jogar muito a favor e transmitir uma boa vibe sobrem quem veste.
 Os vestidos mais justos, apesar de não serem dos meus favoritos, também são uma boa opção desde que quem o esteja a vestir se sinta confortável.

Pessoalmente estou a aprender a gostar desta moda plus size, e estes vestidos para mim foram uma verdadeira inspiração. Não acham?

Gostaram destes vestidos? Qual é o vosso vestido favorito?



Este texto foi pago ou patrocinado.


Acompanhem as novidades no Facebook e no Instagram (@pequenabonecadetrapos)

7 do momento... nº47

Desde junho que não partilhava as minhas sugestões com vocês (shame on me)! Mas agora estou de volta e tenho mais sete sugestões para vos deixar, por isso tomem nota:
Como o meu leque de sugestões por vos falar de uma série que se tornou numa das minhas favoritas. "2 Broke Girls" é uma série fabulosa e muito bem conseguida. Adoro o humor inteligente e as personagens características que sendo todas diferentes se completam de uma forma espetacular. É impossível não adorar o sarcasmo da Max e a ingenuidade da Caroline. Foi mesmo uma pena ter sido cancelada.
As minhas sugestões cinematográficas recaem, como já tem vindo a ser usual em filmes de terror. "Cabin Fever" um filme dirigido por Eli Roth (produtor dos famosos filmes Hostel e Hostel 2), e acreditem em mim, tem um lado inquietante quando um grupo de cinco que alugou uma cabana na floresta começa aos poucos a detetar não só acontecimentos estranhos, mas a sofrer de uma estranha doença que lhes vai correndo a pele de uma forma assustadora.
Outro dos filmes que vi recentemente e que vos queria sugerir é o famoso "Raw". Este filme dirigido por Julia Ducounau levou muitas pessoas a sair das salas de cinema, e foi aclamado como um dos mais assustadores filmes de sempre. Pois bem, pessoalmente achei o filme um pouco forte, com algumas cenas que podem mexer com as pessoas mais sensíveis, mas depois de ler, e ouvir tanta coisa dita sobre o filme confesso que esperava algo pior. De qualquer forma devo avisar que tenho uma certa imunidade aos filmes de terror e não quero por isso que as pessoas o vejam a pensar que é "leve" porque não é.
Outra das minhas sugestões é o verniz extreme da Andreia. Finalmente as minhas unhas começam a ter um aspeto mais saudável e já consigo manter um certo comprimento o que me permite pintar com mais frequência. Para dar um efeito gel e um acabamento perfeito uso este verniz, e não o dispenso.
As minhas sugestões literárias recaem nas minhas duas últimas leituras. "Uma Mulher em Fuga" é mais uma aposta ganha da Lesley Pearse (que nunca me desilude), e conta a história de Rosie, uma menina com uma infância complicada que se vê obrigada a fugir e a mudar de identidade quando o pai e o irmão são acusados de matar a sua madrasta. Mas até os melhores segredos podem ser descobertos e Rosie acaba mesmo por correr risco de vida, numa altura em que finalmente ela conseguia ter a vida com que sempre sonhou.
Outra das minhas sugestões literárias é o livro "Ponto de Pérola" de Stefania Bertola. Este livro foi uma pequena surpresa. Comprei-o ao preço da chuva num alfarrabista e não esperava nada de mais, mas a história de uma jovem pasteleira, a sua amiga em busca do futuro ideal, o médico mulherengo, o amigo que faz tudo para agradar à namorada e o patrão jeitoso, acabam por nos conquistar quando em jogo está o sucesso da pastelaria onde trabalham.
Termino as minhas sugestões por vos falar do restaurante "Crystal" em Espinho. Fui lá almoçar por duas vezes e adorei o conceito de "comida a peso", de qualquer forma os pratos são sempre muito parecidos, e pessoalmente não foi daqueles restaurantes onde eu adorei a comida e mal possa esperar para voltar, por achei a comida muito "sem sabor". De qualquer forma a relação qualidade preço está lá.

Espero que tenham gostado das sugestões. Já conheciam alguma? Concordam comigo?

Acompanhem também as novidades no Instagram (@pequenabonecadetrapos) ou no Google+.

terça-feira, 18 de setembro de 2018

Hora da Póóóchete#105

Tenho uma espécie de grupinho numa das salas de chat do IMVU. No outro dia estávamos reunidos a conversar sobre comida quando um rapaz entrou e decidiu meter-se na nossa conversa.
Eu: Estou com fome!
Sujeito: Podes-me comer a mim se quiseres.
Eu: Nah! Sou contra o canibalismo!
Sujeito: Oh é uma pena...
Eu: Acredito que sim, mas com tanta carne de vaca por ai espalhada não existe mesmo necessidade nenhuma de virar canibal.
Sujeito: Não gosto de carne mastigada.
Eu: Meu caro, acho que estás a confundir carne normal com carne moída! Já deu para ver que não és grande coisa na cozinha.

Ele saiu chateado e eu e o meu grupinho ficamos a rir. Mais um dia de diversão!

Acompanhem também as novidades no Instagram (@pequenabonecadetrapos) ou no Google+.

segunda-feira, 17 de setembro de 2018

#Resumo da Semana nº37/2018

Antes de mais quero agradecer a todas as pessoas que durante esta semana me perguntaram pela Egas. Apesar de ainda não estar completamente recuperada, ela está bem melhor, os pontos externos abriram, mas felizmente os pontos internos já estavam completamente cicatrizados. Esta semana vamos ver se a ferida fecha por completo para ela voltar à sua vida normal.
Ainda devem estar recordados que eu a semana passada falei de mudanças, pois bem, está na altura de vos contar o que ando a planear. A semana passada apresentei a minha carta de demissão, e decidi voltar a estudar. Claro que pretendo primeiro tirar uma ou duas semanas para organizar a minha vida e depois, se o horário das aulas o permitir enquadrar com um trabalho. Mas isso é algo que para já só quero pensar depois.
Quanto às fotografias da semana que acabou, podem ver aqui um pequeno resumo, mas fiquem atentos porque tenho andado a publicar no Instastories.
Legenda:

1. Facto da vida n60: Chegamos a uma idade em que a coisa mais louca que queremos fazer na cama é dormir mais de 6 horas seguidas!
2. Hum... Uma das 7 maravilhas da culinária.
Se quiserem a receita, passem pelo blog (link na bio) e experimentem, vão ver que não se vão arrepender.

3. Acho que nunca vos tinha mostrado uma casa de banho medieval... Depois não digam que nunca vos ensino nada!
4. Quem inventou a expressão “Darem-se mal como o cão e o gato“ obviamente que não conheceu estas duas!
5. Sugestão para o jantar: Massa com carne picada e milho de natas com camarão.
6. Foi uma das semanas mais complicadas do ano, mas apesar do cansaço consegui chegar ao fim. Curiosos‘ Então passem pelo blo (link na bio) e saibam o que se passou.

Acompanhem também as novidades no Instagram (@pequenabonecadetrapos) ou no Google+.

Embelleze Portugal: Cuidados com o cabelo (11)

Através das fotografias que publico já devem ter reparado que o meu cabelo é liso com tendência a ter ondulações com muita facilidade.
Por esse motivo, eu andava tentada a experimentar o creme para pentear "Meus Cachos" da Novex pois ela tem sido apontada como uma das melhores para cabelos cacheados e/ou com ondulações.
fonte
O que é?
Estamos a falar de um creme para pentear idealizado para tirar o peso que os cabelos cacheados vão acumulando ao longo do dia, entre eles a poluição, o sol o vento e em alguns casos o excesso de química. Assim o cabelo fica mais leve e bonito por mais tempo!

Mas como é que o "Meus Cachos" resolve isso?
O que a marca fez foi misturar o famoso óleo de ojon (conhecido e usado como protetor térmico, entre outras coisas), com o óleo de monoi, que além de hidratar, repara e protege o cabelo. Nunca foi tão fácil ter cachos bonitos e definidos.


Sem sulfato | Sem sal | Sem parabenos | 
Com ojon | Com Monoi | E como muito carinho


Como usar?
1º Antes de usar o creme para pentear, retirem o excesso de água dos fios recorrendo a uma toalha mas sem esfregar.
Desembaracem o cabelo com um pente. Comecem nas pontas e vão subindo em direção à raiz.
3º Espalhem o creme na raiz e continuem ao longo do comprimento do cabelo.
4º Para que os cachos fiquem bem definidos, amassem os fios com as mãos e formem uma concha e segurem assim por três segundos. Soltem e vejam o efeito.

A minha opinião:
Existem duas coisas que eu valorizo nos produtos capilares uma delas é a capacidade de desembaraçar os fios e os hidratar e outra é cheiro que fica no cabelo. Mais uma vez a Embelleze Portugal superou as minhas expectativas.
Devo sublinhar que o meu cabelo é apenas ondulado, as ondas ficavam bem definidas e elegantes por mais tempo quase de forma natural, porém não posso dizer se faz ou não o mesmo com os cachos. porém não existe nada como perder o medo e experimentar.




Este texto foi pago ou patrocinado.


Acompanhem as novidades no Facebook e no Instagram (@pequenabonecadetrapos)

domingo, 16 de setembro de 2018

Guest Post: Fortnite, o jogo com uma legião de jogadores

A loucura com Fortnite Battle Royale ainda está viva e para durar. A convite do Ontem É Só Memória este é o meu guest post. Vem daí conhecer o Fornite e perceber o porquê de ser o que é e de ter a legião de jogadores que tem.

QUEM SOU EU

Olá, eu sou o PUMPUM. Não me conheces? Não faz mal. Eu apresento-me. Tenho um blog onde coloco os meus pensamentos e opiniões sobre gaming, filmes, séries, música, eventos e ainda dou umas dicas para tirares melhor partido do teu PC e tecnologia. Semanalmente faço livestreams no meu canal na Twitch com gameplay variada. A Teresa já foi a convidada de um dos episódios do meu podcast, o Experiência Estereofónica, que agora está em repouso para um regresso em altura mais oportuna. Dado o meu gosto e conhecimento por videojogos, novos e antigos, aqui está o meu post de convidado intitulado "A Loucura Com Fortnite Battle Royale". Este jogo tomou de assalto o mundo dos videojogos. Consegue juntar no mesmo ecossistema jogadores casuais e competitivos. Mas vamos esmiuçar o que é esta moda.

A LOUCURA COM FORTNITE BATTLE ROYALE

De memória o que me lembro em concreto de Fortnite não é o que temos agora: Fortnite Battle Royale. Não. Isso veio pouco tempo depois de ter sido lançado o verdadeiro Fortnite. Se calhar devia ter colocado aspas em verdadeiro. Mas eu explico. A Epic Games, produtora do jogo em questão, lançou um jogo cooperativo de sobrevivência chamado Fortnite Save The World. Este último era, e é, pago. A mecânica de jogo consiste de colocar vários jogadores a colaborar em simultâneo numa área geográfica em que têm de edificar fortificações para resistir às sucessivas tentativas de intrusão de monstros. Algo básico mas com os ingredientes para se tornar viciante, certo? Não, nem por isso... Então o que é que a Epic Games pensou fazer para tentar puxar pessoas para Fortnite Save The World? Nada mais nada menos do que fazer uma versão alternativa do jogo free-to-play (isto é grátis para jogar) mas assente no modo de jogo de Battle Royale que está tão na moda agora como naquela altura. E Fortnite tem contribuído e muito para o género se manter com os elevados níveis de popularidade que tem actualmente. Mas de volta ao que interessa. Então temos o lançamento de Fortnite Battle Royale, que é grátis para jogar, e deste modo a Epic Games tentar vender cópias do jogo que tem como prioridade, o Fortnite Save The World. Mas a vida dá muitas voltas e não se deve remar contra a maré. Há que aproveitar a maré e surfar a onda! E foi isso que a Epic Games fez e nunca mais olhou para trás. Fortnite Battle Royale conseguiu tomar de assalto um estilo de jogo que estava a ser dominado até então por PUBG (Playerunknown's Battlegrounds). H1Z1, inicialmente com o nome H1Z1 King Of The Kill, já estava para o moribundo e actualmente está em coma profundo à espera da morte medicamente assistida. Vamos então analisar essa mudança de paradigma em Fortnite.

UM CONCEITO SIMPLES, REPETITIVO E VICIANTE

Quando digo que Fortnite Battle Royale é um conceito simples, repetitivo e viciante estou a ser genérico. Certamente há quem não goste e não vá gostar. E está tudo bem. Não há mal nenhum nisso. Nada existe ou é feito para agradar a todos. Até porque quando se quer agradar a toda a gente não se agrada a ninguém. Fornite está feito para agradar a muita, mas mesmo muita gente. E não a todos. E aqui está uma das chaves do sucesso para este jogo. O conceito de Fortnite Battle Royale é simples. 100 jogadores são transportados por um autocarro voador para uma ilha desabitada. Perto da ilha é possível saltar do autocarro para uma zona da mesma, que podemos marcar para facilitar a nossa aterragem o mais perto do ponto desejado. Não esquecer que estão outros 99 jogadores a cair do autocarro para a ilha. Não quer dizer que todos vão para o mesmo ponto, mas é provável que um número significativo vá. E estão todos à procura do mesmo. Armas, munições, escudos, matéria prima para edificarem barreiras protectoras em momentos de confronto directo contra um ou mais jogadores. Como é que se chega ao vencedor? Simples. O vencedor num Battle Royale é o último sobrevivente. Há sempre um vencedor. Não interessa se matou muitos ou poucos, se fez muitas e boas barreiras. Não. É mesmo o último a sobreviver. Dentro de x em x tempo a área de jogo vai sendo reduzida para forçar todos os jogadores que ainda estão vivos a convergir num local específico que é aleatório de partida em partida. Assim não dá para ficarem acampados por muito tempo. Deste modo o jogador é praticamente obrigado a procurar conflito para se manter activo no jogo. A mecânica que diferencia Fortnite Battle Royale dos seus concorrentes não é só o aspecto visual a atirar para os desenhos animados, mas principalmente a necessidade de se aprender a construir para se ter mais chances de sobreviver a confrontos.

UMA FÁBRICA DE MILHARES DE MILHÕES

Fortnite Battle Royale foi sendo moldado para ser capaz de atrair dinheiro para a Epic Games apesar de ser um jogo gratuito. O jogador não é obrigado a comprar nada. Mas é aliciado de forma directa e indirecta. E muito inteligente. É aliciado a comprar dinheiro virtual do jogo. Mas para isso tem que usar dinheiro real. O que pode fazer com esse dinheiro virtual? Comprar itens cosméticos para o seu personagem. E são mais que muitos. Há para todos os gostos e regularmente saem mais. É uma máquina de fazer dinheiro porque toda a gente, ou a grande maioria que joga Fortnite Battle Royale, não quer parecer pior que o amigo que também joga, ou até os restantes jogadores na mesma sessão. Algo que noto é que dado o aspecto do jogo e a forma como se alicia, muita gente nem dá conta das centenas de euros que já gastou com itens cosméticos no jogo que não lhes dão nenhuma vantagem. As armas e balas estão espalhados em diversos locais da ilha de forma aleatória. Quando eliminas um adversário o seu inventário fica espalhado no local onde tal aconteceu e podes aproveitar para recolher ou não o que ele tinha no dele. Por exemplo, o conjunto de iniciação do Fortnite Battle Royale custa €4,99. E este conjunto é apenas um item cosmético que dá um aspecto particular ao nosso personagem. Nada mais do que isso. Até os nomes utilizados nisto fazem com que o jogador se sinta tentado a adquirir. E é aqui que reside o sucesso. Por via do jogo ter dezenas de milhões de jogadores activos e ser tão popular em todas as faixas etárias alvo, a receita monetária é maior do que se tivessem a vender cópias individuais do jogo. Por isso a Epic Games abandonou o Fortnite Save The World e tornou o seu Battle Royale na grande prioridade. E foi uma excelente jogada!

REDES SOCIAIS ONDE ESTOU PRESENTE

Caso tenhas interesse no meu trabalho podes seguir-me nas redes sociais. Em baixo tens a listagem de todas onde estou presente. Facebook | Twitter | Google+ | Instagram | YouTube | Steam | Twitch | Pinterest | Reddit | Tumblr | Feed RSS

A LOUCURA COM FORTNITE BATTLE ROYALE

Uma vez mais agradeço à Teresa pelo convite que me endereçou e desejo a todos uma boa participação nesta iniciativa. Já jogaste o Fortnite Battle Royale? Conhecias o jogo? Podes, e deves, deixar o teu comentário em baixo. Tenho todo o gosto em ler e responder. Até uma próxima!


Muito obrigada PumPum pela tua colaboração, foi um prazer receber-te aqui no meu cantinho.

Acompanhem as novidades no Facebook e no Instagram (@pequenabonecadetrapos)

sábado, 15 de setembro de 2018

Tinha tudo para correr mal (2º Capítulo)

Fiquei muito feliz com as vossas reação ao primeiro capitulo da história, e espero mesmo que ela continue por muito tempo e com vários capítulos. Prontos para mais um?


Se ainda não leram...
1º Capítulo |


"Respira!
Inspira... Expira...
Preciso de um conselho, mas qual destas seis criaturas tem mais juízo que eu? Vamos lá analisar:
Hipótese A: Falar com a Ana - No mundo cor-de-rosa dela é impensável uma mulher sair com um homem comprometido... E provavelmente tem razão! Além disso é provável que depois vá contar ao Ivo, e toda a gente sabe como é que os homens são!
Hipótese B: Falar com o Ivo - Nem vale a pena tentar, ele ia contar tudo à Ana.
Hipótese C: Falar com o Artur - Ele conhece meio mundo e a outra metade conhece-o a ele, acho que é uma das vantagens de se ser gay.
Hipótese D: Falar com o Rodrigo - Nem morta vou ter esta conversa com o tipo que come tudo o que mexe. Além disso era bem provável que ele me perguntasse se o "meu amigo comprometido" tinha uma amiga jeitosa para um encontro a quatro.
Hipótese E: Falar com a Carlota - Ela não percebe nada de homens e de relações! Boa! A falta de experiência dela é o que eu preciso para me demover desta loucura!
Hipótese F:  Falar com a Joana - O excesso de experiência dela com os homens também pode servir para me dar bons conselhos. Afinal quem melhor do que uma acompanhante de luxo para dar concelhos no que toca a homens comprometidos?
Já tenho vencedora! Levantei-me e fui até à casa de banho, lá dentro fechei a tampa da sanita e sentei-me sobre ela com os pés por baixo do rabo. Mandei mensagem à Carlota e esperei.
Continuei à espera, enquanto pensava, na minha figura naquele momento. Em que parte da minha vida é que eu falhei para estar sentada numa casa de banho pública à espera da Carlota?!
A porta abriu-se mas foi a Joana que entrou, Menos mal, também serve!
- Ah cá estás tu, pensei que tinhas sido engolida pela sanita!
- Não fui, mas já faltou mais. - Respondi olhando para a minha postura. Obviamente que stilettos não são boa ideia quando se tem uma vida tão emocionante.
- Não me vou sentar numa sanita, mas podemos falar sobre isso... Seja lá o que for isso que te obriga a estares sentada numa sanita como um buda feliz, mas com cara de cachorro que não comeu biscoito!
Fiquei a pensar na metáfora do cachorro, seria a minha situação assim tão lamentável? Pois bem, já ia descobrir, depois de lhe resumir o melhor que consegui desde como eu e ele nos conhecemos à química que tínhamos e ao facto de nunca nos termos conhecido porque ele tinha namorada.
- O que é que vais fazer? - Perguntou a Joana retocando a maquilhagem.
- Se eu soubesse o que fazer não estava sentada numa sanita!
Ainda não tinha acabado a frase quando a Carlota entrou a correr na casa de banho.
- Desculpa, só vi a mensagem agora! - Disse ela olhando para mim como se eu fosse um alien que tivesse aterrado na casa de banho das senhoras.
Felizmente a Joana fez o resumo da situação e quando acabou os olhos castanhos da Carlota quase saltava para fora das órbitas, mas voltou ao normal e começou a debater com a Joana os prós e contras da minha situação como se eu não estivesse lá.
Boa! Sentia-me cada vez mais insignificante! E pior que isso continuava sentada na sanita quando a Joana saiu da casa de banho linda e maravilhosa como sempre.
- A Joana tem razão. Se nenhum de vocês consegue ignorar a química que existe entre vocês à mais de um ano, vai ao encontro e vê como corre, para já é só um café...
OH meu Deus o alien não sou eu, o alien apoderou-se da Carlota!
- Além disso, teoricamente não estás a fazer nada de errado... - Continuava ela.
Não estou?
- Não és tu que estás a trair, é ele. Se não for contigo ele vai trai-la com outra...
Era suposto isso fazer-me sentir melhor?!
- Pergunta-lhe se ele tem a certeza das consequências e vai com calma.
Engraçado vi a boca da Carlota mexer, mas ainda não acredito que foi ela que falou.

Ainda atordoada com a possessão da Carlota voltei para a mesa na esplanada onde a conversa já estava na despedida de solteiro do Ivo. Claro que o Rodrigo já estava no controlo das operações.
- E nem penses em trazer aqueles teus amigos que se vestem de mulheres! - avisou apontando para o Artur.
Estavam eles a falar de strippers, de bolos e de strippers que saem dos bolos quando mandei uma mensagem ao "meu amigo comprometido" que apenas dizia "podemos tomar café, mas primeiro temos que falar sobre isso."

Espero que tenham gostado deste capítulo... Alguém quer lançar palpites?

Acompanhem as novidades no Facebook e no Instagram (@pequenabonecadetrapos)

Nova meta de leitura

Depois de terminar a minha última meta de leitura, percebi que apesar de estar no bom caminho estou ainda estou muito longe do meu objetivo de 30 livros até ao final do ano.
Acho que foi uma meta muito grande, e tenho as minhas dúvidas quanto ao seu sucesso, mas também, ainda faltam mais ou menos 4 meses para o fim de ano por isso, não vale desistir.
Foi a primeira vez que fiz uma meta de leitura tão extensa, mas quero mesmo chegar o mais perto possível dos 30 livros que era suposto ler este ano. E mesmo assim ainda fico com um atraso de 6 livros.

E vocês, conhecem algum destes livros? Tem curiosidade em relação a algum dos livros? Contem-me tudo!
Em breve vou fazer um post sobre a saga "A Guerra dos Primos" da Phillipa Gregory, por isso fiquem atentos.

Acompanhem também as novidades no Instagram (@pequenabonecadetrapos) ou no Google+.

sexta-feira, 14 de setembro de 2018

Hora da Póóóchete#104

No meu trabalho sempre que alguém faz anos, a equipa reune-se num canto da sala para cantar os parabéns e comer uma fatia de bolo.
Foi isso que aconteceu no outro dia e como a Big Boss andava por lá pediram-me para lhe levar uma fatia de bolo.
Big Boss (muito admirada): O que vem a ser isto? A cantar os parabéns e a comer bolo no meio do meu call center?
Eu (muito calma): Hum... Quer dizer, tecnicamente nós estamos num canto do call-center!
Big Boss: Teresa vai trabalhar!

E eu fui. Mas comi a minha fatia de bolo!

quinta-feira, 13 de setembro de 2018

E porque não usar peruca?

Mudar o visual do nosso cabelo, não precisa obrigatoriamente de implicar horas no cabeleireiro e um grande investimento. Agora, e apesar dos vários produtos que existem já é possível ter cabelo curto num dia, comprido noutro e mudar de cor como quem muda de camisa. Mas como é que isso é possível de forma tão simples?! A resposta é apenas uma: Perucas!

Apesar de não ser muito usual aqui em Portugal recorrer a perucas para mudar o visual, a verdade é que um pouco por todo o mundo elas estão a ocupar um lugar especial na vida de homens e de mulheres. Por exemplo na Wigsbuy encontram modelos para todos os gostos, géneros, modelos e feitios.
https://shop.wigsbuy.com/Custom-Womens-Wigs-105709/
Por quanto é que se pode comprar uma peruca?
Antes de responder a esta pergunta existem duas coisas que devemos separar e decidir na hora de fazer a nossa compra. Por serem de melhor qualidade e durabilidade as perucas naturais são mais caras do que as sintéticas, porém cabe a cada um ver que investimento quer fazer.
Por exemplo a Wigsbuy, tem uma secção com descontos muito interessante para quem está a pensar fazer a sua primeira compras. Se não acreditam vejam a secção: Wigsbuy flash sale wigs e encontrem mais modelos do que vos deixo de seguida.
1; 2; 3;
Diferença entre perucas sintéticas ou perucas naturais.
Os cabelos sintéticos são feitos de fios de acrílico ou nylon e dependendo da sua qualidade podem durar entre três a seis meses, e ficam mais limitadas na hora de usar por exemplo a prancha.
os cabelos naturais além de permitir alguma versatilidade, são habitualmente perucas com mais qualidade e por isso mais caras, contudo, é igualmente possível encontrar perucas naturais a preços mais convidativos, se não acreditem então visitem a secção cheap human hair wigs e tirem as vossas conclusões.
4; 5; 6;
Cabelos para todas as ocasiões.
Se por um lado o uso de perucas nos permite mudar de visual sem danificarmos o nosso cabelo, existe ainda outra utilização que pode ser dada a este acessório. Quem nunca usou uma peruca no carnaval ou numa festa para imitar uma personagem? Eu já e adorei, por isso e porque já faltam menos de 2 meses para o Halloween desafio-vos a inspirarem-se na secção Cosplay Wigs For Halloween.
7; 8; 9.
E para não dizerem que eu sou vossa amiga, e que só falei pela publicidade deixo-vos ainda aqui a secção com perucas lindas de morrer a menos de 100$ (menos de 90.00€). Apresento-vos as Lace Front Wigs under $100.

E então gostavam de experimentar? Qual é a vossa preferida?



Este texto foi pago ou patrocinado.


Acompanhem também as novidades no Instagram (@pequenabonecadetrapos) ou no Google+.

4 motivos para não se ser imortal

Aposto que faço parte daquele pequeno grupo de pessoas que diz sempre que não quando lhe perguntam se gostariam de ser imortal.
Por muito tentador que seja a ideia de se ser imortal a verdade é que ter a vida eterna deve ser algo extremamente aborrecido. Não acham?
Por isso no post eu proponho apresentar-vos 4 motivos que provam que ser imortal pode não ser assim tão bom como nos fazem acreditar:

1. Álbuns fotográficos
Se os mortais comuns se riem e dizem coisas como "olha para este cabelo e para aquela roupa" quando descobrem uma fotografia dos avós. Agora imaginem o que seria se descobrissem uma fotografia vossa (ou melhor ainda, uma gravura vossa) na decapitação da Maria Antonieta. Ser imortal implica passar por várias épocas, estão dispostos a isso?

2. Imortalidade é coisa para ricos
Se pensarmos bem nenhum pobre vai querer ser imortal, se já é difícil ter dinheiro para chegar à reforma, imaginem viver com o ordenado mínimo durante séculos.

3. Repetir as mesmas coisas
Se a adolescência é complicada imaginem imaginem o que seria ter que simular que passamos tudo outra vez. Obviamente que o sonho de qualquer imortal é viver o secundário vezes e vezes sem conta.

4. Ver toda a a gente morrer
A não ser que sejam sádicos, ninguém no seu perfeito juízo ia querer ver as pessoas que ama morrerem. Agora imaginem aplicar isto a séculos de existência.

E vocês, gostavam de ser imortais?

Acompanhem as novidades no Facebook e no Instagram (@pequenabonecadetrapos)

quarta-feira, 12 de setembro de 2018

Aquarios em casa? Deixem-se inspirar

Pessoalmente adoro aquários, claro que adorava ter um aquário enorme de água quente com várias espécies de peixes, mas tenho noção que além de dispendioso, a manutenção deste tipo de aquário requer muito tempo, por isso já me contento com um mais pequeno de água fria.
Mas como eu digo sempre, sonhar não custa e eu adoro ver um bonito aquário na decoração, por isso andei a vaguear pela net em busca de inspirações.
1; 2; 3; 4;
Adoro quando a estrutura da casa permite ter uma espécie de aquário embutido. Além de ser um bom aproveitamento do espaço dá uma beleza elegante à divisão.

Os aquários são ainda uma uma boa maneira de dar cor a uma divisão, um aquário colorido vai animar uma divisão que só tenha um ou dois tons.
5; 6; 7; 8.
Além disso, se optarem por colocar um filtro vão perceber que esta é uma boa alternativa às fontes. Esta é uma opção mais natural e uma boa maneira de ter animais de estimação.

De qualquer forma é importante reforçar que os aquários são mais do que elementos de decoração, por isso é importante nunca esquecer que lá vão estar animais e que eles devem ser bem tratados.

Acompanhem também as novidades no Instagram (@pequenabonecadetrapos) ou no Google+.