Avançar para o conteúdo principal

Sobre a onda de migrantes...

Muito se tem falado ultimamente sobre os migrantes da Síria, e apesar de todas as consequências politicas, sociais e económicas que este movimento pode causar na Europa, e verdade é que ninguém fica indiferente.
Uma das coisas que mais me deixou incomodada, foi ver algumas pessoas, dizerem que não concordavam ou que os migrantes tinham que ser travados. Falar de pessoas como se fossem apenas uma coisa deixa-me incomodada, ainda para mais quando depois disso se seguem comentários completamente xenófobos.
Não acredito que uma pessoa simplesmente acorde um dia e decida fugir do seu país. Muitos deixam a família, os seus bens e amigos para partirem rumo a um futuro incerto. 
De certeza que nunca foi uma escolha fácil, para aquelas pessoas que se sujeitam a passar por situações, muitas delas desumanas para encontrarem uma vida melhor.
fonte
Se isto é simples, ou fácil para os países que os acolhem? Não! 
Se me perguntarem, se me agrada a possibilidade de ter em Portugal, pessoas que vão tornar a nossa economia e situação social ainda pior, a minha resposta é não, só um tolo diria que estávamos em condições de acolher alguém quando nem para nós sobra.
Porém temos que compreender que existe muito mais que pessoas que querem passar fronteiras. Existem sentimentos, escolhas, perdas e ganhos, e isso não deve ser esquecido!

Comentários

  1. Epa é complicado mesmo. Nem quero imaginar o nível de desespero de uma pessoa para fugir do seu país e largar tudo.
    r: Tens razão. Beijinhos

    ResponderEliminar
  2. Uma situação complicada onde os governantes deveriam fazer esforços no sentido de "suavizar" a dor e a tristeza dos mesmos! Bom setembro!!!

    ResponderEliminar
  3. Sério? Muito obrigado <3

    Eu recuso-me a mudar de país porque sei que Portugal pode perfeitamente ser aproveitado. Contudo, também temos de convir que muita gente se acomoda...

    NEW OUTFIT POST | WORTH IT
    InstagramFacebook Oficial PageMiguel Gouveia / Blog Pieces Of Me :D

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Tambem eu falava assim, querido Miguel, ate que nos surgiu a oportunidade de mudar de vida, uma oportunidade que nunca nos deram em PT, infelizmente... a minha saude em PT estava a piorar de dia para para dia tudo porque nao temos um servico de saude em condicoes,e isso deixa me mesmo muito triste... Mas admiro-te a corage, PT precisa de jovens de garra como tu, fazes me lembrar eu com a tua idade, nunca fui de desistir nem de baixar os bracos sempre fui a luta e e por isso que hoje sou emigrante com muito orgulho :)

      https://matildeferreira.co.uk/

      Eliminar
    2. faço minhas as tuas palavras Miguel.
      Matilde infelizmente também tens razão!

      Eliminar
  4. É uma situação deveras complicada mas a Europa tem "obrigação" de acolher esta gente que foge ao terror e à fome.
    Um abraço e continuação de uma boa semana.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Infleizmente nao e bem assim, a Europa e os US teem obrigacao sim, de ajuda los a ter condicoes de ficarem nas suas terras, uma vez que os ocidentais teem uma certa culpa do estado em que os paises dos medio oriente estao... apesar de que eles ja andam em guerra desde o principio dos tempos... mas isso dava pano para mangas ;)
      Continuacao de boa semana

      Eliminar
  5. E dificil ser solidaria quando se vive num pais em que todos os dias ha riscos de atentados... Imaginem ir no metro ou no autocarro e de repente um gajo armado com uma bomba se prepara para a activar em nome de Allah? Horrivel nao? :( Sou emigrante com muito orgulho, viemos a procura duma vida melhor mas todos os dias me deparo com a arrogancia dos muculmanos em relacao a este pais... Eles vivem e impoem as suas crencas como se estivessem no pais de origem, olham para nos de lado como se fossemos uma praga... sim eu sinto isso sempre que saio a rua, que vou ao supermercado... Tenho receio sim dos migrantes que veem para ca mal intencionados a mando dos traficantes clandestinos que podem muito bem ser do ISIS... tenho receio de migrantes como os ciganos romenos que andam a roubar nas ruas da minha cidade de origem, Porto, que pertencem a seitas e mafias que em vez de procurarem trabalho vivem a custa dos portugueses pedidos subsidios a torto e a direito... No meio disto tudo tenho pena das das criancas que sao usadas para enganar :(
    E ver que eles nao querem ficar em qualquer pais mas apenas querem chegar aqueles em que sabem que vao conseguir subsidios sem contribuir para a economia do pais de alojamento... Isto da tanto que pensar mas tanto que dava pano para mangas e nao saiamos daqui...
    peco desculpas pelo testamento mas eu tinha de deitar ca para fora.
    beijinhos

    https://matildeferreira.co.uk/

    ResponderEliminar
  6. Concordo. Incomodam-me os muros que alguns países fizeram para evitar esta onda de refugiados. Espero que comecem a ajudar e a encontrar soluções para estas pessoas em afiliação, é uma questão de humanidade. Quem sabe se algum dia não nos acontece o mesmo.
    Beijinhos
    Clara Dinis
    docinhomorango7.blogspot.com

    ResponderEliminar
  7. Concordo! ♥

    NOVO POST: http://vaconta-me.blogspot.pt/
    INSTAGRAM: @briigitesilva

    ResponderEliminar
  8. Respostas
    1. Portugal vai receber fundos para cada uma dessas pessoas. O que me incomoda é vê-los tratados com bichos, com gás lacrimogénio e afins!
      Bjs

      Eliminar
    2. Isso também é uma lamentável verdade!

      Eliminar
  9. Isso é um assunto tão complicado... -.-
    xx, http://neverforgottenmercury.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  10. Eu cá teria outra solução: em vez de obrigar as pessoas a saírem das suas terras, deviam era por os governantes desses países na rua. Afinal de contas, são eles os causadores das guerras, das fomes e do males que o povo sofre. Por acaso são os presidentes que levam com as bombas em cima? claro que não. São eles que passam fome? Nada disso! São sempre os mais fracos que sofrem porque os "grandes" estão a salvo...
    Beijos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Parece simples, mas sabes que nem sempre dá para colocar em prática!

      Eliminar
  11. Exatamente, não é uma situação linear, há muitos fatores que temos que ter em conta. E, principalmente, não nos podemos esquecer que estamos a falar de pessoas, merecem respeito.

    r: Se tiveres oportunidade, aconselho mesmo a leitura :)

    Beijinhos*

    ResponderEliminar
  12. É uma faca com duas pontas, como se costuma dizer, mas são pessoas, acima de tudo, são pessoas como nós.

    ResponderEliminar
  13. Isto é uma situação altamente explosiva... e que a Europa não está de todo preparada para lidar com tal... e não será erguendo muros e controlando fronteiras... que se resolverá a situação...
    E se igualmente começarem a pensar no mesmo, os pobres da Índia, Bangladesh... e por aí fora?...
    Já alguém disse... não me recordo quem... que um dia, os pobres serão tantos... que simplesmente não haverá lugar para os ricos...
    Parece que essa realidade, se faz cada vez mais presente... e não é tão improvável, como na altura em que foram ditas estas palavras, no século passado...
    Beijos, Teresa! adorei o teu texto!
    Ana

    ResponderEliminar

Enviar um comentário

Mensagens populares deste blogue

TAG| 100 perguntas que ninguém pergunta

Sabendo como eu gosto de responder a TAGs a Matilde do blog "O Cantinho da Tily", nomeou-me para este desafio bem simples e divertido. As regras são simples, responder às 100 perguntas, e nomear quem quisermos. Vamos a isso? 1. Você dorme com as portas do seu armário aberta ou fechada? Prefiro fechada por uma questão de organização, mas não me faz diferença. 2. Você leva embora os shampoos e condicionadores dos hotéis? Sim!!! 3. Você dorme com seu edredão dobrado para dentro ou apra fora? Tanto faz! 4. Você já roubou uma placa de rua? não, mas confesso que gostava de ter uma! 5. Você gosta de usar post-it? Adoro! 6. Você corta cupões, mas depois nunca usa? Sim! 7. Você prefere ser atacado por um urso ou um enxame de abelhas? Venha o diabo e escolha! 8. Você tem sardas? Nop. 9. Você sempre sorri para fotos? Quase sempre! 10. Qual é a sua maior neura? Ui se as coisas não levarem o rumo que eu quero fico do pior! 11. Você já contou seus passos enquanto você andava? Sim. 12. Você já fez x…

As férias acabaram... Como é que ficaram os animais abandonados?

Existe uma dura realidade que após as férias de verão fica esquecida. Se no inicio do verão as campanhas de sensibilização são muitas (e mesmo assim não são suficientes), a verdade é que depois dos dias dourados de verão, já ninguém pergunta o que aconteceu ao cão idoso que abandonaram às portas de uma instituição, ou então como está aquele cachorrinho que deixaram na beira da estrada.
A minha pergunta para vocês é: Afinal o abandono está a diminuir?
E infelizmente a resposta é não! No final do verão contactei várias instituições que recolhem animais e as respostas são sempre iguais: Não! Não diminuiu.
Para vos ilustrar esta realidade, pedi a várias instituições dados sobre o abandono de animais durante os meses de verão, porém só a Associação Midas no Porto é que se ofereceu para disponibilizar dados concretos:

2015 - 53 animais acolhidos pela instituição.
2016 - 107 animais acolhidos pela instituição. 
2017 - 71 animais acolhidos pela instituição.

Porém antes de começarem a bater palma…

A menina bonita

Decerto que lhe conhecem a imagem, a menina de nove anos, chama-se Kristina Pimenova, e é já considerada uma das raparigas mais belas dos últimos tempos.
A criança, é modelo para marcas como Armani, Vougue e Dolce & Gabanna, e desde os 3 anos que assina contratos milionários. Kristina Pimenova, nasceu em Moscovo, e está inscrita em agências de modelos desde tenra idade. Quem patrocinou tudo isto?! A sua mãe, Glikeriya Pimenova, também uma ex-modelo, tem levado a filha à ascensão, porém, tem também sido criticada por isso. Além de muita gente a criticar por não permitir que Kristina tenha a vida de uma criança normal, a mãe da mesma é ainda mais criticada por ter permitido que recentemente a filha pousasse maquilhada e vestida de forma pouco própria para a sua idade. Glikeriya Pimenova, gere os contratos milionários da filha, bem como as redes sociais da mesma que já tem mais de 300 mil seguidores. Porém não é o numero de seguidores que vai determinar a infância que muitos dizem p…