Avançar para o conteúdo principal

De Bestial a Besta

Recentemente percebi mais uma dura realidade sobre a vida. Aposto que a maioria conhece a expressão “passar de bestial a besta”, mas será que alguém já pensou bem neste complexo saber popular?
Pois bem, a verdade aparentemente é uma: Chegamos a um ponto em que percebemos que dificilmente se pode subir mais na consideração de uma pessoa, ou dificilmente uma pessoa pode subir mais nas nossas considerações.

fonte
Contudo passar de bestial a besta é algo que acontece muito rapidamente, e depois de atingirmos o estatuto de besta, percebemos que continua a ser possível descer.
Talvez por isso e porque a consideração tem uma estranha tendência para descer, passamos grande parte da nossa vida com a sensação que as pessoas nos estão sempre a desiludir.
Talvez a culpa não seja das pessoas a quem chamamos bestas. Talvez a culpa seja nossa, e da gestão de expectativas que fazemos em relação aos outros.
Isso faz de nós masoquistas emocionais. Masoquistas por acreditar ou masoquistas por desiludirmos ou outros?! Afinal somos bestiais, ou as bestas?!

Comentários

  1. Nunca pensei dessa forma, de termos as expectativas demasiado altas nas pessoas!
    r: Obrigado pela dica :)

    ResponderEliminar
  2. Um belo pensamento. Não devemos criar muitas expectativas em relação a ninguém e assim o sofrimento é menor. Bjus!

    ResponderEliminar
  3. Por tudo isso ando sempre de pé atrás...já me desiludiram...muito!

    Beijinhos.

    ResponderEliminar
  4. Uma proposta legal de reflexão essa.Isy!! Gostei e sempre que colocamos expectativas demasi, podemos nos "ralar"...bjs, chica

    ResponderEliminar
  5. O truque para não passar de bestial a besta é não criar expectativas porque assim não nos desiludimos. Beijinhos

    ResponderEliminar
  6. Pura verdade Isy, concordo com sua palavras! :)

    ResponderEliminar
  7. Com certeza Isy, nos iludimos e acreditamos,
    mas não nos fazem ser bestas,
    apenas humanos.
    Besta é quem não é, o que diz ser.
    É tão besta, que nunca poderá
    atender às expectativas,
    dos que lhe são próximos.
    Agradeço, abraços carinhosos
    Maria Teresa

    ResponderEliminar
  8. Mas isso é limpinho. Algumas pessoas, enquanto tiveres paciência para lhes aturar estupidez atrás de estupidez, és bestial. No dia em que decides "chamar os bois pelos nomes" (uma expressão também muito engraçada), arrastam-te na lama e metem-te nas ruas da amargura.
    Por isso é que eu tenho sempre muitas reservas em relação a pessoas que conheço mal. Aquelas que conhecemos bem, sabe Deus o que são capazes de nos fazer...
    Então e tu, em que categoria estás? Ainda és bestial, ou já foste promovida a besta? ahahahahah

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Acho que depende dos pontos de vista e das pessoas a quem perguntares!

      Eliminar
  9. Quando nos começamos a relacionar com alguém e essa pessoa se revela cada vez mais importante é natural criarmos expectativas, o problema é que muitas vezes as colocamos elevadas de mais, por isso exigimos daquela pessoa coisas que nem sempre são justas. Depois é normal desiludirmo-nos. Claro que há quem faça por descer na nossa consideração, mas em outros momentos a culpa de nos iludirmos também é nossa.

    r: Que bom, fico mesmo feliz *.* obrigada por estares sempre desse lado*

    ResponderEliminar
  10. Sempre fui muito ingénua em relação as pessoas e sempre as achei bestiais. No entanto, elas mesmo é que fizeram com que descessem para um estatuto de bestas...e apartir dai, nem sequer uma opinião formo da pessoa a primeira. Ela terá que provar constantemente que é bestial.

    xoxo, Sofia Pinto

    Morning Dreams | HAPPY BIRTHDAY, Morning Dreams GIVEAWAY

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Já somos duas... Também sou muito ingénua, se bem que já fui mais!

      Eliminar
  11. É muito fácil nos desiludirmos com alguém o pior é voltar a confiar de novo..

    ResponderEliminar
  12. Sabes, as pessoas não estão habituadas a ouvir a verdade, e também são pouco tolerantes à diferença, por isso eu já passei de bestial a besta com várias pessoas :)
    Bjsss

    ResponderEliminar
  13. bem verdade!! e por acaso não conhecia essa expressão... enquadra-se mesmo bem a muitas situações e pessoas

    ResponderEliminar
  14. Grande verdade essa! Eu acho que na maioria das vezes, esperamos demais de uma pessoa e depois o tombo é maior. Pelo menos, falo por experiência própria. Beijinhos.

    ResponderEliminar
  15. A linha que separa é, lamentavelmente, quase invisível...

    ResponderEliminar
  16. Ora aí está uma excelente reflexão! Eu acho que sobretudo passa pelas expectativas que criamos. Quando as temos muito altas a probabilidade de termos uma grande decepção também é maior. Foi algo que aprendi com o tempo: mais vale não criar grandes expectativas e sermos surpreendidos do que as criar e acabarmos sempre por nos desiludirmos
    beijinhos
    http://direitoporlinhastortas-id.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  17. É bem verdade o que dizes, as vezes desiludimo-nos da pior forma :/


    Um beijinho,
    http://thedailydreamergirl.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  18. Infelizmente é num instante que se passa de um para o outro. Concordo com o que disseste.

    ResponderEliminar
  19. Fiquei um pouco confusa, mas acho que percebi a ideia xD

    *Beijinhos*
    Caty<3
    http://myfairytale4.blogspot.pt

    ResponderEliminar
  20. Eu sou uma bestial besta ou, uma besta bestial.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pois, se fores como eu depende das pessoas a quem perguntares!

      Eliminar
  21. Somos umas bestas quando fazemos com que os outros sejam bestiais...
    Somos bestiais quando lidamos com as bestas e demonstramos ao mundo quão bestas elas são.

    Beijinhos

    ResponderEliminar
  22. É cá uma confusão essa pergunta às vezes!

    ResponderEliminar
  23. Pode ser neh, as vezes a culpa é nossa mesmo, de esperar tanto.

    beijos.

    ResponderEliminar
  24. Olha, aí está uma boa reflexão... acho que são experiências pelas quais alguma vez passamos mais cedo ou mais tarde.

    Bjs

    ResponderEliminar
  25. Para reflectir... Acho que somos um pouco dos dois!

    ResponderEliminar
  26. Visto desta perspectivas, realmente tens razão...

    ResponderEliminar

Enviar um comentário

Mensagens populares deste blogue

TAG| 100 perguntas que ninguém pergunta

Sabendo como eu gosto de responder a TAGs a Matilde do blog "O Cantinho da Tily", nomeou-me para este desafio bem simples e divertido. As regras são simples, responder às 100 perguntas, e nomear quem quisermos. Vamos a isso? 1. Você dorme com as portas do seu armário aberta ou fechada? Prefiro fechada por uma questão de organização, mas não me faz diferença. 2. Você leva embora os shampoos e condicionadores dos hotéis? Sim!!! 3. Você dorme com seu edredão dobrado para dentro ou apra fora? Tanto faz! 4. Você já roubou uma placa de rua? não, mas confesso que gostava de ter uma! 5. Você gosta de usar post-it? Adoro! 6. Você corta cupões, mas depois nunca usa? Sim! 7. Você prefere ser atacado por um urso ou um enxame de abelhas? Venha o diabo e escolha! 8. Você tem sardas? Nop. 9. Você sempre sorri para fotos? Quase sempre! 10. Qual é a sua maior neura? Ui se as coisas não levarem o rumo que eu quero fico do pior! 11. Você já contou seus passos enquanto você andava? Sim. 12. Você já fez x…

As férias acabaram... Como é que ficaram os animais abandonados?

Existe uma dura realidade que após as férias de verão fica esquecida. Se no inicio do verão as campanhas de sensibilização são muitas (e mesmo assim não são suficientes), a verdade é que depois dos dias dourados de verão, já ninguém pergunta o que aconteceu ao cão idoso que abandonaram às portas de uma instituição, ou então como está aquele cachorrinho que deixaram na beira da estrada.
A minha pergunta para vocês é: Afinal o abandono está a diminuir?
E infelizmente a resposta é não! No final do verão contactei várias instituições que recolhem animais e as respostas são sempre iguais: Não! Não diminuiu.
Para vos ilustrar esta realidade, pedi a várias instituições dados sobre o abandono de animais durante os meses de verão, porém só a Associação Midas no Porto é que se ofereceu para disponibilizar dados concretos:

2015 - 53 animais acolhidos pela instituição.
2016 - 107 animais acolhidos pela instituição. 
2017 - 71 animais acolhidos pela instituição.

Porém antes de começarem a bater palma…

A menina bonita

Decerto que lhe conhecem a imagem, a menina de nove anos, chama-se Kristina Pimenova, e é já considerada uma das raparigas mais belas dos últimos tempos.
A criança, é modelo para marcas como Armani, Vougue e Dolce & Gabanna, e desde os 3 anos que assina contratos milionários. Kristina Pimenova, nasceu em Moscovo, e está inscrita em agências de modelos desde tenra idade. Quem patrocinou tudo isto?! A sua mãe, Glikeriya Pimenova, também uma ex-modelo, tem levado a filha à ascensão, porém, tem também sido criticada por isso. Além de muita gente a criticar por não permitir que Kristina tenha a vida de uma criança normal, a mãe da mesma é ainda mais criticada por ter permitido que recentemente a filha pousasse maquilhada e vestida de forma pouco própria para a sua idade. Glikeriya Pimenova, gere os contratos milionários da filha, bem como as redes sociais da mesma que já tem mais de 300 mil seguidores. Porém não é o numero de seguidores que vai determinar a infância que muitos dizem p…