Avançar para o conteúdo principal

Um namoro violênto não é namoro e muito menos amor.

Devo dizer que fiquei admirada quando vi um artigo que dizia que em Portugal que muitos jovens não consideram violência forçar as relações sexuais.
Quer dizer, numa época em que a informação é passada livremente, em que se faz bastantes apelos contra a violência doméstica, como é que é possível que 23% dos jovens não acham errado forçar para ter relações sexuais?
fonte
O estudo foi feito com jovens com idades entre os 12 e 18 anos, e avança números que indicam que 3 em cada 10 rapazes consideram normal recorrer à violência para ter relações sexuais.
Este tipo de violência pode ser físico como psicológica. As jovens muitas vezes são pressionadas pelo parceiro a ter relações sexuais, mesmo quando não se sentem prontas. Afirmações como "não queres ter relações comigo porque não gostas de mim", ou então o famoso pedido de uma prova de amor (que é a prática sexual), são apenas alguns exemplos.
Talvez por isso é que 14.5% das raparigas não considerem violência este ato.
Não vou falar sobre como devem ser estas coisas. Toda a gente sabe, ou pelo menos afirma saber que quando o amor é verdadeiro uma pessoa espera até à outra se sentir confortável. Mas se és jovem, estás a ler isto e sofres deste tipo de violência, fica atento, isto até pode parecer banal, mas acredita que não é.
O teste simples que podes fazer é perguntar-te se serias capaz de fazer o mesmo ao outro? Vais ver que se o amas de verdade não serias capaz de fazer algo que ele não queira, não será suposto que a teoria funcione ao contrário?

Comentários

  1. Bem mas que valores.
    http://retromaggie.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  2. Também fiquei surpreendida, com estes números... ao que parece, forçar... parece ser uma forma de estar... aceite pelos jovens!...
    Uma triste realidade, sem dúvida... a que o teu post, veio dar voz, e chamar a atenção sobre o assunto... Gostei!
    Bjs! Boa semana!
    Ana

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Realmente não sei como é que isso pode ser normal...

      Eliminar
  3. Acredita parece que foste de encontro ao meu pensamento... Ate ja fuiz um post no Facebook sobre isto, e revoltante, parece que voltamos a idade da pedra :(
    Excelente post e excelente analise!
    Beijinhosss

    https://matildeferreira.co.uk/

    ResponderEliminar
  4. Isso não é amor é possessão, mais a sua postagem estar maravilhsa
    Meu canal: https://www.youtube.com/watch?v=apP6eHn5PlI
    Blog:http://arrasandonobatomvermelho.blogspot.com.br/

    ResponderEliminar
  5. eu fiquei mesmo chocada! temos tanta informação, como é possível acharem "normal"? é assustador...

    http://recuso-meaafundar.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  6. Fiquei boquiaberta ao ver estes valores... Mas como é possível? Em que sociedade vivemos nós!! É o acto de a praticar e o acto de achar normal tal situação...

    ResponderEliminar
  7. Realmente hoje em dia isso é um escândalo. Não é normal os jovens acharem que violência é uma coisa comum. As mentalidades precisam mudar com urgência.
    Beijos

    ResponderEliminar
  8. São números assustadores com certeza...Não é normal forçar ninguém a nada...
    http://themarielement.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  9. Muito obrigada pela visita volta sempre adorei
    Beijinhos
    CantinhoDaSofia
    Facebook

    ResponderEliminar
  10. Sinceramente acho que são números muito assustadores! Além de ser um assunto grave este assunto reflectido nos jovens, mete-me medo! Enfim...

    Beijinhos,
    Joana*

    ResponderEliminar
  11. É daquelas coisas que... nem há palavras.
    Mas tenho a certeza que, se confrontar algum desses 'normais' com a possibilidade de uma irmã ser vítima dessa violência...
    Enfim, no namoro ou depois dele, a verdade é que em pleno século XXI continuam a morrer mulheres vítimas de violência, e isso é grave, muito grave.
    Boa semana.

    ResponderEliminar
  12. ME SURPREENDI COM OS NÚMEROS, AINDA MAIS POR SER UMA ESTATÍSTICA QUE SE REFERE A JOVENS QUE TEM ACESSO DE TANTAS FORMAS AO CONHECIMENTO, MAS, HÁ QUE SE FAZER MAIS PARA QUE APRENDAM, UM A NÃO AGREDIR OU FORÇAR E OUTRO A NÃO SE SUBMETER.
    ABRÇS
    -
    http://. zilanicelia.blogspotcom.br/

    ResponderEliminar
  13. Ainda estou de olhos em bico!! mas depois lembro dos exemplos de jovens que temos...basta passar os olhos pelos reality shows (e não é preciso ficar por esses canais muito tempo) para percebermos o que se passa!! Há muita coisa a mudar ...e urgente!!!
    elisaumarapariganormal.blogspot.com

    ResponderEliminar
  14. Acho completamente estúpido e vergonhoso. E com esses tais reality shows só se faz com que se aceite tudo e que se ache tudo normal.. Infelizmente, em Portugal é assim.

    ResponderEliminar
  15. Teresa realmente é uma situação muito triste para o nosso País, é lamentável como os valores conseguem ser altos !
    Kiss Jasmim** | Blog da Jasmim | Instagram | Bloglovin'

    ResponderEliminar
  16. Um novo blog.... um novo formato.... mas com uma coisa que não muda:
    Teu enorme talento em escrever, informar, apresentar-nos algo que eu nem de longe, em plena Europa, acharia que existia...
    Espero poder seguir-te!!!

    ResponderEliminar

Enviar um comentário

Mensagens populares deste blogue

TAG| 100 perguntas que ninguém pergunta

Sabendo como eu gosto de responder a TAGs a Matilde do blog "O Cantinho da Tily", nomeou-me para este desafio bem simples e divertido. As regras são simples, responder às 100 perguntas, e nomear quem quisermos. Vamos a isso? 1. Você dorme com as portas do seu armário aberta ou fechada? Prefiro fechada por uma questão de organização, mas não me faz diferença. 2. Você leva embora os shampoos e condicionadores dos hotéis? Sim!!! 3. Você dorme com seu edredão dobrado para dentro ou apra fora? Tanto faz! 4. Você já roubou uma placa de rua? não, mas confesso que gostava de ter uma! 5. Você gosta de usar post-it? Adoro! 6. Você corta cupões, mas depois nunca usa? Sim! 7. Você prefere ser atacado por um urso ou um enxame de abelhas? Venha o diabo e escolha! 8. Você tem sardas? Nop. 9. Você sempre sorri para fotos? Quase sempre! 10. Qual é a sua maior neura? Ui se as coisas não levarem o rumo que eu quero fico do pior! 11. Você já contou seus passos enquanto você andava? Sim. 12. Você já fez x…

As férias acabaram... Como é que ficaram os animais abandonados?

Existe uma dura realidade que após as férias de verão fica esquecida. Se no inicio do verão as campanhas de sensibilização são muitas (e mesmo assim não são suficientes), a verdade é que depois dos dias dourados de verão, já ninguém pergunta o que aconteceu ao cão idoso que abandonaram às portas de uma instituição, ou então como está aquele cachorrinho que deixaram na beira da estrada.
A minha pergunta para vocês é: Afinal o abandono está a diminuir?
E infelizmente a resposta é não! No final do verão contactei várias instituições que recolhem animais e as respostas são sempre iguais: Não! Não diminuiu.
Para vos ilustrar esta realidade, pedi a várias instituições dados sobre o abandono de animais durante os meses de verão, porém só a Associação Midas no Porto é que se ofereceu para disponibilizar dados concretos:

2015 - 53 animais acolhidos pela instituição.
2016 - 107 animais acolhidos pela instituição. 
2017 - 71 animais acolhidos pela instituição.

Porém antes de começarem a bater palma…

A menina bonita

Decerto que lhe conhecem a imagem, a menina de nove anos, chama-se Kristina Pimenova, e é já considerada uma das raparigas mais belas dos últimos tempos.
A criança, é modelo para marcas como Armani, Vougue e Dolce & Gabanna, e desde os 3 anos que assina contratos milionários. Kristina Pimenova, nasceu em Moscovo, e está inscrita em agências de modelos desde tenra idade. Quem patrocinou tudo isto?! A sua mãe, Glikeriya Pimenova, também uma ex-modelo, tem levado a filha à ascensão, porém, tem também sido criticada por isso. Além de muita gente a criticar por não permitir que Kristina tenha a vida de uma criança normal, a mãe da mesma é ainda mais criticada por ter permitido que recentemente a filha pousasse maquilhada e vestida de forma pouco própria para a sua idade. Glikeriya Pimenova, gere os contratos milionários da filha, bem como as redes sociais da mesma que já tem mais de 300 mil seguidores. Porém não é o numero de seguidores que vai determinar a infância que muitos dizem p…