sexta-feira, 6 de janeiro de 2017

"Acredito que cada um inventa, imagina e escreve de acordo com a sua genética literária"

"A menina que chorava mar" foi apenas a primeira obra da Joana M. Soares. Porém o percurso da autora não passava por escrever um livro, estudou na universidade do Minho e trabalhou em locais como o Porto Canal, TVI e no Agrojornal, mas quando teve que se ausentar em trabalho, ela encontrou na escrita uma maneira de se aproximar da família, por esse motivo ela garante que o livro "inteiramente dedicado à minha filha".

Ontem é só Memória: Atualmente muita gente que as histórias infantis são todas muito iguais e que a moral da história é sempre a mesma. Como foi criar uma história mágica de uma amizade, igual a muitas outras e mesmo assim combater a ideia de que está é apenas mais uma história de crianças?
Joana M. Soares: Esta não é mais uma história de crianças. As histórias, em si, nunca podem ser muito iguais. Existe o cunho pessoal. A minha linguagem é marcada pelo telúrico, pelo cheiro natural, pela simplicidade das coisas da vida. Acredito que cada um inventa, imagina e escreve de acordo com a sua genética literária. Nada pode ser igual. O que eu penso é que há medo de arriscar nas histórias por que se parte do principio que se é um conto para crianças tem que ser simples. E, por isso, não se elabora. E simples não quer dizer cortar enredos, escrever pouco, sem metáfora. As crianças são muito inteligentes, porque são limpas de preconceito.

Ontem é só Memória: Fala-nos um pouco da Maria, a menina que chorava mar.
Joana M. Soares: É uma menina doce, pura, cheia de poesia na forma como vive os dias. Tem uma ligação estreita com o mar, e céu, com a melodia natural da terra. Ensina-nos a ver o mundo. A comprometermo-nos com ele.

Ontem é só Memória: Sei que a obra esteve na "gaveta" durante dois anis, mudou muita coisa nesta história desde o inicio até à sua publicação?
Joana M. Soares: Nada! (risos) Houve apenas a excelente atualização da ilustração da autoria da Patrícia Pedro Afonso. Todas as histórias para crianças devem ser acompanhadas pela imagem, pelo desenho. A Patrícia captou muito bem a alma das minhas personagens, a essência da história. É um casamento feliz.

Ontem é só Memória: Qual é a maior dificuldade de escrever para crianças? Elas são leitores muito exigentes?
Joana M. Soares: As crianças são um publico muito atento. E não pode haver lacunas, linhas por escrever entre a história. Tudo tem que fazer sentido. Caso contrario, as perguntas aparecem sem fim. A maior dificuldade é esquecermo-nos que crescemos, temos de mingar nos preconceitos/limitações, crescer na imaginação.

Ontem é só Memória: O que diz a tua Maria, de ter um livro pensado nela?
Joana M. Soares: A Maria Rita tem o livro na mesa-de-cabeceira (eu encorajo-a) e no infantário que frequenta, a educadora motivou os miúdos a desenharem as personagens da história. Eu e duas mães de outros meninos fizemos um pequeno teatro a partir do conto no âmbito do dia Mundial do livro. Foi espantoso! Os miúdos estiveram atentos, entusiasmados. É fácil as crianças aborrecerem-se, por isso o entusiasmo delas é um desafio ganho.
Se quiserem conhecer um pouco melhor o trabalho da Joana M. Soares podem visitar o blog dela. Caso pretendam um exemplar autografado basta dizerem.

35 comentários:

  1. AMei essa obra.

    diamanteturquesa.blogspot.com

    ResponderEliminar
  2. Não conhecia. Mas parece interessante;)
    Bjxxxxxx

    ResponderEliminar
  3. Adorei a obra,...
    Feliz dia dos Reis,..
    Beijinhos,
    Espero por ti em:
    strawberrycandymoreira.blogspot.pt
    http://www.facebook.com/omeurefugioculinario
    https://www.instagram.com/marysolianimoreira/

    ResponderEliminar
  4. Parece ser bastante interessante :)

    ResponderEliminar
  5. Não conhecia nem a obra, nem a autora, boa partilha! :) Beijinhos
    --
    O diário da Inês | Facebook | Instagram

    ResponderEliminar
  6. Uma entrevista bem interessante!
    Vou espreitar o blog.
    Bjs

    ResponderEliminar
  7. Que giro, gostei mesmo muito de conhecer o livro e a autora, sem duvida um excelente livro para ler ao meu filhote :)
    Bjinhosss e bom fim de semana*
    https://matildeferreira.co.uk/

    ResponderEliminar
  8. Também adoro! ;)

    Bem legal a entrevista! Não conhecia a Joana!

    Ótima sexta!

    Beijo! ^^

    ResponderEliminar
  9. Muito obrigado :D


    Não conhecia mas fiquei fã!


    NEW REVIEW POST | Diadermine: Matifying Moisturizing Day cream.
    InstagramFacebook Oficial PageMiguel Gouveia / Blog Pieces Of Me :D

    ResponderEliminar
  10. Não conhecia, mas fiquei bastante curiosa. Além disso, adorei a entrevista!

    r: Muito obrigada *.*
    Beijinhos*

    ResponderEliminar
  11. Adorei a entrevista! E apesar de não conhecer o livro... fiquei apaixonada pelo título!...
    Vou espreitar o blog...
    Beijinhos! Bom fim de semana!
    Ana

    ResponderEliminar