terça-feira, 27 de setembro de 2016

Um transtorno chamado dislexia

Conhecida por ser um transtorno na leitura, soletração e aprendizagem, a dislexia ocorre aproximadamente entre 3% a 17.5% da população, contudo é importante salientar que a sua ocorrência parece variar de acordo com a faixa etária e a língua materna.
Por estar intimamente ligado à dificuldade de ler, escrever e soletrar, muitas vezes este transtorno é interpretado como sendo deficit de atenção, hiperatividade ou então mesmo desleixo e falta de interesse por parte da pessoa vitima do transtorno.
Ao contrario do que ainda se pensa a dislexia não é uma doença, mas sim a formação diferenciada do encéfalo que acarreta problemas na aprendizagem.
fonte
Viver com a dislexia não é fácil, porém algumas das lacunas podem ser colmatadas dependendo do grau que cada individuo possui.
No caso da Manuela Sousa a dislexia só foi identificada quando ela andava no secundário e felizmente com os anos muitas das dificuldades foram superadas. Contudo ela afirma que "atualmente ainda existe muita falta de preparação por parte dos educadores e/ou educadores que, diariamente, lidam com as nossas crianças."
Contudo e apesar das lacunas que ainda existem no que diz respeito à identificação desta patologia a Manuela diz acreditar que os casos mais severos são mais facilmente identificados, contudo "os tipos mais leves ou incomuns de dislexia continuam a passar despercebidos".
Atualmente existem poucos estudos que se foquem na problemática da dislexia, contudo alguns estudos confirmam que os disléxicos revelam mais problemas comportamentais existindo uma associação entre a dislexia e alterações do funcionamento psíquico do indivíduo. 
Quando questionada sobre o impacto que a dislexia teve na sua vida, Manuela Sousa apenas disse "Provavelmente, nos primeiros anos, a aprendizagem teria sido mais fácil sem a ter. Mas não culpo a Dislexia pelos momentos difíceis, culpo o nosso sistema de ensino. Esse, que não se adapta às crianças, que ainda utiliza técnicas baseadas na memorização, que não estimula o aproveitamento da diferença."

47 comentários:

  1. nosso realmente....dislexia não é doença ....Mas a pessoa que tem atrapalha em algumas coisas...Dá dó das pessoas ....deveriam mesmo enxergar os outros com esse problema mesmo nas escolas ...bjs!

    ★Blog Brilho das Estrelas★

    ResponderEliminar
  2. Identificar e acompanhar já são passos enormes neh.

    BEIJOS.

    ResponderEliminar
  3. Ainda à muito para fazer no sistema de ensino para que possa ir ao encontro das necessidades das crianças...


    Isabel Sá
    Brilhos da Moda

    ResponderEliminar
  4. Ainda à muito para fazer no sistema de ensino para que possa ir ao encontro das necessidades das crianças...


    Isabel Sá
    Brilhos da Moda

    ResponderEliminar
  5. Há imensa gente com dislexia! Não é uma doença e mas com treino e acompanhamento acaba por se conseguir ultrapassar.
    Beijinho

    ResponderEliminar
  6. Há muita gente,infelizmente,com dislexia!! A dislexia afecta imensa gente!! Espero que tudo se ultrapasse!! Boa terça-feira para ti,fica bem querida,muitos beijinhos!!

    ResponderEliminar
  7. E há cada vez mais pessoas com dislexia..
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  8. Uma aula de informação... e que nos permite respeitar o portador desse "problema', que pode ser ultrapassado com amor, carinho e muita.. muita paciência!!

    ResponderEliminar
  9. O the voice portugal é um programa espectacular com excelentes vozes,eu acompanho e adoro,desde a primeira edição até à edição de agora!! A voz da Patrícia Teixeira é lindíssima,ela vai-se tornar numa excelente cantora,muito obrigada pela tua visita no meu blogue!!

    ResponderEliminar
  10. As pessoas que conheço com dislexia tornaram-se grande pessoas. Felizmente, não foi este problema que as afetou de progredir :)
    Beijinho, Kati

    ossegredosdakati.blogspot.com

    ResponderEliminar
  11. O nosso sistema de ensino precisa melhorar, nossas crianças precisam de mais apoio, mais acompanhamento, pois a dislexia não é bom para a criança, Teresinha tenha um ótimo dia, bjs.
    http://www.lucimarestreladamanha.blogspot.com.br/

    ResponderEliminar
  12. Não conhecia esse transtorno assim tão profundo mais gostei da postagem,
    tenha uma semana abençoada, obrigado pela visita.
    Blog: https://arrasandonobatomvermelho.blogspot.com.br/
    Canal:https://www.youtube.com/watch?v=DmO8csZDARM

    ResponderEliminar
  13. Confesso que nem conhecia nem sei o que dizer
    Beijinhos
    CantinhoDaSofia /Facebook /Intagram
    Tem post novos todos os dias

    ResponderEliminar
  14. As escolas portuguesas não estão preparadas ainda para muita coisa
    Beijinhos

    Blog ChocoPink / Instagram / Facebook

    ResponderEliminar
  15. Tema muito bem lembrado, a dislexia faz-me lembrar o ser-se canhoto... Infelizmente ainda ha muito a fazer no sistem de ensino portugues como foi dito acima... Se nao fosse eu o meu mano mais novo nao era canhoto...
    Bjinhosss e continuacao de uma boa semana*
    https://matildeferreira.co.uk/

    ResponderEliminar
  16. Nem de proposito... atraves duma pesquisa descobri isto
    Vale a pena ler :)
    http://dyslexiamylife.org/

    ResponderEliminar
  17. Ultimamente há muita gente com dislexia! Não deve ser nada agradável!
    Beijinhos

    https://annahandtheblog.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  18. Tenho uma amiga minha que claramente tem dislexia, é super inteligente mas depois para perceber o que ela escreve é muito complicado. Por vezes até as mensagens de texto do telemóvel eu tenho dificuldade em perceber o que ela quer dizer! Beijinhos
    --
    O diário da Inês | Facebook | Instagram

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pois... Mas felizmente este transtorno não afeta a inteligência das pessoas e a tua amiga é a prova disso!

      Eliminar
  19. É uma percentagem muito grande de pessoas com dislexia, não sabia. Acredito que muita gente o seja e não o saiba :(
    Há que estar atento.
    Bjxxxx

    ResponderEliminar
  20. Muito bom esse post, muitas crianças sofrem com esse problema e na maior parte das vezes ninguém percebe.


    Beijos
    BlogCarolNM
    FanPage

    ResponderEliminar
  21. Olá querida! :)
    Um bom acompanhamento psicológico ajuda muito na dislexia...
    Hoje resolvi postar um devaneio no meu blog, depois se quiseres passa por lá para ler.
    Beijinhos,
    http://www.arielvibes.blogspot.pt

    ResponderEliminar
  22. Eu tive alunos com este problema e realmente é um problema real que é possível tratar, mas que não é fácil. E se não o é em crianças, muito menos quando já somos adultos.
    Bem interessante o teu texto.

    ResponderEliminar
  23. Um post, sobre um assunto bem pertinente... um distúrbio, que deveria ter um melhor acompanhamento, no meio escolar... o que ajudaria a evitar tanto sofrimento causado pelo mesmo, a quem dele sofre...
    Adorei o post!!!
    Beijinhos!
    Ana

    ResponderEliminar
  24. A minha neta Baixinha tem um apêndice da dislexia : a disgrafia...
    Está sinalizada é apoiada
    Kis :=}

    ResponderEliminar