Avançar para o conteúdo principal

" A minha ambição sempre teve a ver com os estudos."

A sua aventura começou a 16 de Fevereiro de 2003 e terminou a 23 de Março do mesmo ano. Nádia
tinha 19 anos quando pisou pela primeira vez o palco da Operação Triunfo, e fez 20 dentro daquela que na altura era a escola de música mais famosa do país.

Nádia Alexandre passou por 3 nomeações, e continuou na escola até à 6ª gala, interpretou músicos de renome como Steven Tyler (Aerosmith), Bruce Springsteen, Xana (Rádio Macau), Anouk, entre outros, porém o júri tornou-se exigente com a rapariga da voz grave.

Ontem é só Memória: Achas que os teus receios e inseguranças iniciais foram responsáveis pelas tuas nomeações?
Nádia Alexandre: Provavelmente. Era sem dúvida uma pessoa insegura, sem qualquer experiência. Aquela era para mim a minha primeira aventura na música e obviamente os nervos eram visíveis nas atuações. 

Na segunda gala, Nádia foi nomeada e salva pelos professores, durante a visita da psicóloga à escola ela disse que não sabia se merecia ter sido salva pelo corpo docente.

Ontem é só Memória: Porque é que disseste isso?
Nádia Alexandre: Disse?! (essa pergunta fez-me sorrir) Foi há tantos anos que por vezes é complicado relembrar. Na altura - e algo que me custou a superar com o tempo - era uma pessoa extremamente insegura e sempre achei que não merecia muito. Era novinha e sempre tive muito medo de magoar as pessoas à minha volta, mesmo que isso significasse magoar-me a mim mesma não alcançando algo. Hoje em dia já encontrei um balanço entre os meus objetivos e o espaço dos que me rodeiam, o que nem sempre podemos controlar, somente podemos controlar os nossos comportamentos, mas o equilíbrio é possível.


Ontem é só Memória: Naquele momento sentiste que ela merecia mais do que tu continuar?Nádia Alexandre: Lá está, não, não achei que a Rita merecia mais do que eu, todos mereciam estar ali, mas em continuação da resposta anterior, sempre tive muito respeito e medo de magoar os outros e na altura fiquei com o sentimento de culpa de que estava a magoar alguém que não merecia, que nunca me tinha feito mal. Eram as regras do jogo...

Os 16 alunos mantinham uma relação saudável entre si. Num dos telefonemas feitos na escola a Nádia afirmou que mantinham todos uma boa relação e que eram todos como irmãos.

Ontem é só Memória: Apesar desta relação, em algum momento te sentiste sabotada?
Nádia Alexandre: Não. Acho que foi tudo muito intenso para nós. À parte considerar que tínhamos todos bom caráter estávamos todos tão envolvidos com esta nova situação que acho que não daria tempo a ninguém para sabotar alguém. A intenção era a oportunidade e o sonho, não propriamente a competição apesar de sabermos que estávamos numa.


Foram 36 dias e 6 galas numa escola onde o ritmo e a exigência aumentavam a cada dia que passava, e onde só os melhores se conseguiam distinguir dos restantes, não existiam margens para erros nem falhas, e o caminho era sempre em frente.

Ontem é só Memória: Achas que tiveste tempo de aprender?
Nádia Alexandre: Uff... Algo aprendi claro, mas não tanto. Até acho que no fim perdi algo que me fazia cantar: a emoção. A técnica pode ser positiva, mas se demasiado controlada, aquilo que faz a nossa voz pessoal e única pode perder-se e se lhes juntarmos uma tremenda falta de experiência e insegurança, pior. Anos depois quando vivi em Espanha estive dois anos a trabalhar a cantar, concertos de 5 e 6 horas pela noite onde chegávamos a ter 10 concertos seguidos, senti que tinha a voz que nunca tinha tido na OT. Talvez por medo, talvez por insegurança, e experiência, mas também porque nestes concertos tinha imensa liberdade para explorar a minha voz, cantando desde "Paso doble" a AC/DC. Nada melhor que a escola da vida. Contudo sim, aprendi algumas coisas que reconheço que não eram positivas para mim.

Ontem é só Memória: Com qual dos teus colegas gostarias de ter tido a oportunidade de atuar e porquê?
Nádia Alexandre: Todos eram fantásticos! Acho que teria sido divertido cantar com o Manuel. À parte de ser uma pessoa bastante inteligente, acho que era coerente e divertido o que faria qualquer experiência em palco mais "leve".

E depois da Operação Triunfo?

Depois do programa e da digressão, muitos dos alunos seguiram carreiras e vidas diferentes e longe da música, apesar de estar um pouco longe do foco, Nádia ainda esteve numa banda nacional os "Barfield" e depois em Espanha esteve ainda em outras duas bandas enquanto estudava.

Ontem é só Memória: Os teus projetos passaram pela música, ou a música vai passar a ser um passatempo?
Nádia Alexandre:  A minha ambição sempre teve a ver com os estudos. Tento ser uma pessoa realista e sei as dificuldades que uma carreira musical pode trazer com o passar dos anos, então decidi investir em algo que igualmente me fizesse feliz. O meu trabalho é algo que eu gosto e me diverte, já veremos o futuro. Quanto à música é um passatempo que me faz feliz. Temos uma banda na empresa onde trabalho e fazemo-lo somente por diversão.

Ontem é só Memória: Se pudesses repetias? Mudavas alguma coisa?
Nádia Alexandre: Repetia e não mudava nada. As experiências que vivemos fazem de nós o que somos hoje e tenho orgulho nos objetivos que conseguia alcançar e experiências que consegui viver. Tudo é um processo de evolução. Cabe-nos a nós não estagnar.



E agora?

Atualmente Nádia tem um projeto seu, que funciona em paralelo com o seu trabalho. Chama-se TeaCup Design Studio, e é um projeto de Design e visualizações 3D.


Comentários

  1. Já foi há imenso tempo e eu ainda era miúda, mas vendo a foto e o vídeo .. ainda me lembro dela =)

    ResponderEliminar
  2. Se ver-mos bem, já nada na TV educa. Por isso é que raramente vejo TV. É só coisas sem jeito, novelas sempre iguais, nada que valha a pena perder tempo xD

    ResponderEliminar
  3. Que entrevista tão fofa, adorei, e é uma pena que neste país tenhamos de ser realistas em relação a seguir arte :|

    ResponderEliminar
  4. Otima entrevista! Beijinhos

    http://cocojeans.blogspot.pt

    ResponderEliminar
  5. Excelente entrevista :)
    Gostei de rever a Nadia, lembro-me perfeitamente da OT, um dos melhores programas de tv que passou pela tv tuga :D
    Gostei da historia e do exemplo de vida da Nadia :)
    Bjinhooosss

    https://matildeferreira.co.uk/

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Foi sem dúvida alguma um dos melhores programas e por isso decidi trazer de volta essas memórias!
      Sou suspeita pois sempre fui fã da Nádia, mas acho mesmo que ela é uma inspiração!

      Eliminar
  6. Ela está super diferente! Tantos que ja passaram por este programa e às vezes fico a pensar se desistiram por completo do seu sonho.

    http://strawberryleopard.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Engraçado, eu não acho que ela esteja assim diferente... Mas isso sou eu!

      Eliminar
  7. Adorei :D

    http://semprelaurinha.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  8. Gostei imenso da entrevista!!!
    R: Claro estás à vontade querida! Adoraria ler as tuas respostas!
    beijinhos
    http://direitoporlinhastortas-id.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  9. Não conhecia ela, mais pude conhecer um pouco pela entrevista bem bacana.

    Beijos.

    ResponderEliminar
  10. Não conhecia por isso acertou e fez uma bela escolha! Bj

    ResponderEliminar
  11. Gostei da entrevista :)
    Obrigada por sempre deixares a tua opinião lá no blog querida, fico muito contente com tuas palavras :)
    Beijinhos e bom final de semana,
    http://themarielement.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  12. Boa entrevista
    Beijinhos
    Clara Dinis
    docinhomorango7.blogspot.com

    ResponderEliminar
  13. Bela entrevista!
    Bjs

    www.trapinhartes.blogspot.com

    ResponderEliminar
  14. Não conhecia mas gostei imenso :)

    http://imthefifthelement.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  15. Gostei da entrevista :)
    Obrigada pelo comentário no meu blog :)
    Beijinhos
    http://alebanac.blogspot.pt

    ResponderEliminar
  16. gostei imenso da entrevista, parabéns :)
    xoxo
    http://myheartaintabrain.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  17. Já foi há tanto tempo, eu nem me lembro muito bem. Adorei a entrevista, foi giro recordar xD

    http://free-colors.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  18. Adorei a entrevista! E que bom saber que, de alguma forma, ainda continua ligada à música... e que faz o que gosta, e da forma como gosta...
    Beijinhos! Bom domingo!
    Ana

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sem dúvida que sim... As pessoas fazem escolhas e elas fez as mais acertadas (pelo menos segunda a minha opinião pessoal)

      Eliminar
  19. Admirável, de facto! Eu não era capaz, mesmo que tivesse talento :)

    ResponderEliminar
  20. Boa entrevista! Sinceramente não me lembro dela, também não acompanhava muito a operação triunfo

    Beijinho
    simplypinkblog.blogspot.pt

    ResponderEliminar
  21. Gostei da entrevista, não me lembrava dela
    http://retromaggie.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  22. Gostei de conhecer
    Beijinhos
    Clara Dinis
    docinhomorango7.blogspot.com

    ResponderEliminar

Enviar um comentário

Mensagens populares deste blogue

TAG| 100 perguntas que ninguém pergunta

Sabendo como eu gosto de responder a TAGs a Matilde do blog "O Cantinho da Tily", nomeou-me para este desafio bem simples e divertido. As regras são simples, responder às 100 perguntas, e nomear quem quisermos. Vamos a isso? 1. Você dorme com as portas do seu armário aberta ou fechada? Prefiro fechada por uma questão de organização, mas não me faz diferença. 2. Você leva embora os shampoos e condicionadores dos hotéis? Sim!!! 3. Você dorme com seu edredão dobrado para dentro ou apra fora? Tanto faz! 4. Você já roubou uma placa de rua? não, mas confesso que gostava de ter uma! 5. Você gosta de usar post-it? Adoro! 6. Você corta cupões, mas depois nunca usa? Sim! 7. Você prefere ser atacado por um urso ou um enxame de abelhas? Venha o diabo e escolha! 8. Você tem sardas? Nop. 9. Você sempre sorri para fotos? Quase sempre! 10. Qual é a sua maior neura? Ui se as coisas não levarem o rumo que eu quero fico do pior! 11. Você já contou seus passos enquanto você andava? Sim. 12. Você já fez x…

A menina bonita

Decerto que lhe conhecem a imagem, a menina de nove anos, chama-se Kristina Pimenova, e é já considerada uma das raparigas mais belas dos últimos tempos.
A criança, é modelo para marcas como Armani, Vougue e Dolce & Gabanna, e desde os 3 anos que assina contratos milionários. Kristina Pimenova, nasceu em Moscovo, e está inscrita em agências de modelos desde tenra idade. Quem patrocinou tudo isto?! A sua mãe, Glikeriya Pimenova, também uma ex-modelo, tem levado a filha à ascensão, porém, tem também sido criticada por isso. Além de muita gente a criticar por não permitir que Kristina tenha a vida de uma criança normal, a mãe da mesma é ainda mais criticada por ter permitido que recentemente a filha pousasse maquilhada e vestida de forma pouco própria para a sua idade. Glikeriya Pimenova, gere os contratos milionários da filha, bem como as redes sociais da mesma que já tem mais de 300 mil seguidores. Porém não é o numero de seguidores que vai determinar a infância que muitos dizem p…

Giveaway | Dourado é a melhor cor

O blog e a sbnails voltaram a firmar uma parceria e desta vez, foi para mimar os meus leitores. Agora que o verão está no auge, todos nós procuramos ter uma pele dourada e fresca, por isso este sorteio dá-vos a oportunidade de ganharem um Óleo Bronzeador Urucun Rosa Mosqueta:

Prémio:
O óleo de Rosa Mosqueta ajuda a acelerar a pigmentação da pele de forma natural. Proporciona à pele um bronzeado intenso, duradouro e com tom dourado.
Perfume Tropical floral com aroma da rosa mosqueta. Este é mais um dos produtos da linha body Screts, enriquecido com minerais que protegem a sua pele do ressecamento e deixando-as mais hidratadas.
Sua fórmula contém agentes hidratantes, óleo de grainha de uva, óleo de soja, pró vitamina A, vitamina E, extrato de cenoura e extrato de Guaraná.

Informações Importantes:

Inicio: 14 de julho de 2017
Fim: 18 de agosto de 2017

Envios feitos apenas para Portugal continental.
Só podem participar pessoas maiores de 18 anos. Se forem menores peçam a um adulto que autorize a…