quinta-feira, 27 de agosto de 2015

Quando o corpo muda...

Nunca é fácil lidar com excesso de peso, principalmente quando ele se deve a factores que não possíveis de controlar (problemas hormonais, medicação, stress entre outros...).
Quando uma pessoa se depara com excesso de peso, muitas vezes já é tarde, e o processo que se trava contra a balança é muito mais moroso.
Existem vários tratamentos, clínicos ou caseiros, mas a verdade é que, tal como o peso surgiu quase sem se dar conta, o peso também se vai embora aos poucos, tornando difícil perceber quando se está a emagrecer.

Não vale a pena negar. Ele está lá, os centímetros a mais na barriga, ancas e coxas estão lá e a celulite e estrias começam a surgir.
O corpo já não é um corpo, não existem curvas, e passa a ter uma única forma. O mundo passa a estar fechado dentro da nossa própria pele e depois a tendência é para a vergonha e para o isolamento social. Ser obeso não é tão bem aceite como dizem.
fonte
A mudança começa quando percebemos tudo isto e colocamos mão à obra. Cuidar e tratar passam a ser os lemas do dia-a-dia, e aos poucos percebemos que estamos a mudar. Não no peso, mas naquela camisa que de repente assenta melhor, no facto de já ser possível prender os atacadores das sapatilhas sem sacrifício...
O sucesso não está nas dietas milagrosas, no exercício físico exagerado, nem nos tratamentos da moda, está na junção de um pouco de tudo isso e no gosto da pessoa que se adapta e se esforça para que a cada que passa notar mais uma pequena diferença positiva.

27 comentários:

  1. O peso vai chegando com os anos e lentamente e quando vemos, está instalado...bjs, chica

    ResponderEliminar
  2. Exatamente, o segredo está nesse equilíbrio, na junção de todos esses fatores. Em primeiro lugar, temos que aceitar o nosso corpo, caso contrário não teremos motivação para trabalhar no sentido de alterar o nosso peso. A partir do momento em que o reconhecemos, o aceitamos, e sentimos que nos queríamos sentir melhor passamos à luta. E depois é importante não acharmos que os resultado vão aparecer de um dia para o outro. É um processo demorado, temos que ter paciência e não desistir.

    r: Concordo plenamente!

    Beijinhos*

    ResponderEliminar
  3. É mesmo verdade! O que conta é que nos sintamos bem connosco :)
    E que façamos sempre o que for melhor para nós e nos deixe mais felizes!!

    - Ela e Ele, do blogue de casal.

    ResponderEliminar
  4. Sim, dietas milagrosas não dão em nada. Como em tudo, o que é necessário é paciência e bom senso!

    http://adorosercomosou.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  5. E verdade linda , mas se tivemos um pouco de cuidado com o nosso peso e a nossa saúde.
    Mas pode acontecer sim
    Beijinhos
    CantinhoDaSofia

    ResponderEliminar
  6. Há que ter cuidado, a gordura instala-se e depois é que é o elas
    Beijinhos
    Clara Dinis
    docinhomorango7.blogspot.com

    ResponderEliminar
  7. Devemos desde cedo tratar da nossa saúde e ter cuidado com o nosso peso... :)
    xx, http://neverforgottenmercury.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  8. Aquele perfume é mara! Recomendo o teste.

    Manter um peso bacana nem sempre é fácil. Mas é necessário fazer de tudo para estar com a saúde perfeita.

    Ótima quinta!

    Beijo! ^^

    ResponderEliminar
  9. Isso aos poucos volta tudo ao sítio :)))

    ResponderEliminar
  10. gostei imenso do post e estou plenamente de acordo contigo, querida! não há cá dietas milagrosas... o segredo é: não há segredo. é comer o mais saudável possível e fazer exercício com regularidade... e ser paciente! o corpo vai recompensar todo o esforço :D

    ResponderEliminar
  11. É verdade. Perder peso não é pêra doce, e equilíbrio é sempre essencial. Bem podemos mudar o exterior mas temos de nos manter interiormente saudáveis também
    r: É verdade
    Bjss

    ResponderEliminar
  12. Tens toda a razão, isso vem em muito, da força de vontade de cada um.

    ResponderEliminar
  13. Para um emagrecimento eficaz e saudável devemos primeiro tratar do aspecto mental. Só assim vamos evitar ter recaídas.

    ResponderEliminar