Avançar para o conteúdo principal

Coisas de uma vida a dois...

Acho engraçado como existem pequenos detalhes na vida a dois que causam toda a diferença.
A verdade é que por muito que eu lê-se, nunca pensei que uma vida a dois pudesse ter tanto conteúdo.
Agora cada vez mais entendo porque é que nos sermões cerimoniais se diz "na saúde e na doença" . A verdade é que mesmo sem darmos conta este ponto está muitas vezes entre nós. Se somos tolerantes com as ressacas deles, lembrem-se que eles são tolerantes com a nossa TPM. Além disso as constipações, dores de barriga e insónias são coisas que agora são vividas a dois.
fonte
A amizade é fundamental e cada vez mais importante. As partes não têm que ser iguais, porém tem que saber se completar.
O casamento é uma rotina, mas não tem que ser chato e existe sempre maneira de fugir ao dia-a-dia. Afinal de contas sempre vivemos numa rotina fosse na escola, ou no trabalho, em casa de amigos ou em casa dos pais, agora é apenas uma rotina a dois, o que quer dizer que são duas pessoas a contrariar as hipóteses de a rotina ser aborrecida!
Quebrar a rotina também passa por tempo individual, para que ambas as partes façam as coisas que mais gostam e mantenham o contacto com o lado solteiro.
Isso de nunca dormir chateados pode ser relativo. O ideal não é procurar ganhar a discussão, mas saber parar, mesmo que isso implique que vão dormir de costas voltas. Muitas vezes é preferível deixar as ideias arrefecer e só depois retomar a conversa ao invés de deixar que uma discussão pequena escale para outras proporções.
Sexo sujo, e assuntos limpos!
Saber brincar e levar as coisas na brincadeira. Agora a vida já não é só de uma pessoa por isso é preciso aprender a lidar com as coisas e gostos dos outros, qual a melhor maneira de o fazer?! Uma pitada de humor ajuda sempre principalmente quando temos que lidar com os hábitos que a nós nos parecem completamente estranhos.

Comentários

  1. O bom humor e cumplicidade só fazem bem no casamento! bjs, chica

    ResponderEliminar
  2. O importante é saber o que é importante, e o resto passa :)

    ResponderEliminar
  3. A tolerância deve ser mesmo muito importante :)

    ResponderEliminar
  4. Yes, I follow you on gfc #142, follow back?

    http://www.itsmetijana.blogspot.com/

    ResponderEliminar
  5. Não vejo a hora de viver com o meu Príncipe **.

    *Beijinhos*
    Caty<3
    http://myfairytale4.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  6. A verdade é que a vida a dois é muito mais desafiante do que se possa pensar!
    Beijos

    ResponderEliminar
  7. Verdade, é uma habituação constante.

    ResponderEliminar
  8. Num casamente tem que haver ajustes, cedências de ambas as partes, partilhas , compreensão e nada de monotonia.
    Beijinhos.

    ResponderEliminar
  9. A amizade e a tolerância é fundamental.

    Bjins

    ResponderEliminar
  10. Não há uma fórmula matemática para sabermos viver a dois. Ou a três, quando nasce o filho. Mas é essencial saber respeitar o espaço do outro, saber compreender e aceitar que não há pessoas perfeitas (nem o Passos Coelho eheh) e se soubermos perdoar os erros um do outro, da próxima erramos menos.
    Não podemos esperar que tudo seja perfeito e que a vida seja um mar de rosas. Mas se aturamos tanta porcaria fora de casa, no emprego, na escola, na estrada, seria estúpido não termos paciência para aturar a pessoa que escolhemos para fazer a viagem connosco.
    É assim, uns dias melhores, outros dias menos bons e tocar a vida prá frente. :)

    ResponderEliminar
  11. Você bem disse Isy, saber respeitar a individualidade do outro,
    nos mantém unido, é preciso que os 2 caminhem no mesmo sentido.
    Desejando que caminhem sempre juntos e felizes,
    abraços carinhosos
    Maria Teresa

    ResponderEliminar
  12. Viver a dois é algo que se aprende, o fundamental é que as pessoas estejam inteiras nesse caminho e saibam ceder quando é preciso. Há uma nova realidade que precisa de ser adaptada, porque tem que haver compromisso e tolerância.

    r: Também não me importava nada de aprender a tocar bateria.
    Que excelente ideia, fica combinado :D ahah

    Beijinhos*

    ResponderEliminar
  13. PS: e não vou abandonar o meu cantinho, àes posso é ficar um pouco ausente :)

    ResponderEliminar
  14. Óptimo texto :) é bem verdade, o humor é extremamente importante para ultrapassar certos desafios e fazer de cada dia, um dia melhor. Beijinhos.

    ResponderEliminar
  15. É um grande desafio ter que enfrentar a rotina. Com humor e cumplicidade é sempre mais fácil. Beijinhos!

    ResponderEliminar
  16. Ai Isy! O que já aprendeste em tão pouco tempo...não te canses minha querida! Apenas um little conselho, nada de insistir em estímulos tipo amuo ou ciumeira para espevitar o amor...é que isso cansa e uma mentira repetida uma dúzia de vezes pode passar a ser verdade!
    Palavra desta Maria com 33 anos de experiência em casamentos!

    Beijinhos

    ResponderEliminar
  17. Não se tem de cair na rotina , cai-se na rotina quando algo já não esta bem , na minha perspectiva .
    r: 2 Semanas

    ResponderEliminar
  18. O casamento é uma etapa da vida cheia de desafios mas também deve ser uma etapa maravilhosa!

    MORNING DREAMS

    Sofia Silva, Beijos*

    ResponderEliminar
  19. Bem interessante o post! Sim, amizade é muito importante! =)

    http://whattostyle.blogspot.com

    xoxo,
    Jessica

    ResponderEliminar

Enviar um comentário

Mensagens populares deste blogue

TAG| 100 perguntas que ninguém pergunta

Sabendo como eu gosto de responder a TAGs a Matilde do blog "O Cantinho da Tily", nomeou-me para este desafio bem simples e divertido. As regras são simples, responder às 100 perguntas, e nomear quem quisermos. Vamos a isso? 1. Você dorme com as portas do seu armário aberta ou fechada? Prefiro fechada por uma questão de organização, mas não me faz diferença. 2. Você leva embora os shampoos e condicionadores dos hotéis? Sim!!! 3. Você dorme com seu edredão dobrado para dentro ou apra fora? Tanto faz! 4. Você já roubou uma placa de rua? não, mas confesso que gostava de ter uma! 5. Você gosta de usar post-it? Adoro! 6. Você corta cupões, mas depois nunca usa? Sim! 7. Você prefere ser atacado por um urso ou um enxame de abelhas? Venha o diabo e escolha! 8. Você tem sardas? Nop. 9. Você sempre sorri para fotos? Quase sempre! 10. Qual é a sua maior neura? Ui se as coisas não levarem o rumo que eu quero fico do pior! 11. Você já contou seus passos enquanto você andava? Sim. 12. Você já fez x…

A menina bonita

Decerto que lhe conhecem a imagem, a menina de nove anos, chama-se Kristina Pimenova, e é já considerada uma das raparigas mais belas dos últimos tempos.
A criança, é modelo para marcas como Armani, Vougue e Dolce & Gabanna, e desde os 3 anos que assina contratos milionários. Kristina Pimenova, nasceu em Moscovo, e está inscrita em agências de modelos desde tenra idade. Quem patrocinou tudo isto?! A sua mãe, Glikeriya Pimenova, também uma ex-modelo, tem levado a filha à ascensão, porém, tem também sido criticada por isso. Além de muita gente a criticar por não permitir que Kristina tenha a vida de uma criança normal, a mãe da mesma é ainda mais criticada por ter permitido que recentemente a filha pousasse maquilhada e vestida de forma pouco própria para a sua idade. Glikeriya Pimenova, gere os contratos milionários da filha, bem como as redes sociais da mesma que já tem mais de 300 mil seguidores. Porém não é o numero de seguidores que vai determinar a infância que muitos dizem p…

As férias acabaram... Como é que ficaram os animais abandonados?

Existe uma dura realidade que após as férias de verão fica esquecida. Se no inicio do verão as campanhas de sensibilização são muitas (e mesmo assim não são suficientes), a verdade é que depois dos dias dourados de verão, já ninguém pergunta o que aconteceu ao cão idoso que abandonaram às portas de uma instituição, ou então como está aquele cachorrinho que deixaram na beira da estrada.
A minha pergunta para vocês é: Afinal o abandono está a diminuir?
E infelizmente a resposta é não! No final do verão contactei várias instituições que recolhem animais e as respostas são sempre iguais: Não! Não diminuiu.
Para vos ilustrar esta realidade, pedi a várias instituições dados sobre o abandono de animais durante os meses de verão, porém só a Associação Midas no Porto é que se ofereceu para disponibilizar dados concretos:

2015 - 53 animais acolhidos pela instituição.
2016 - 107 animais acolhidos pela instituição. 
2017 - 71 animais acolhidos pela instituição.

Porém antes de começarem a bater palma…