O blog também já está no Pinterest

Espero que me sigam por lá

Já viram o sorteio que vamos ter muito em breve?

Vocês falaram que adoravam ler "Depois de Hitler", não vos trago esse livro, mas um muito semelhante e do mesmo autor!

Mais perto dos leitores

Já podem seguir o meu perfil no facebook, assim estamos todos mais perto

Adoro trazer novidades!

Espero que estejam curiosos.

sábado, 30 de agosto de 2014

#Resumo da Semana 35/2014

Ora bem, aqui estão as fotografias desta semana, espero que gostem.
Paisagens do Porto, da Mealhada e de Coimbra. Acompanhadas do meu querido Fredy.
Para verem todas a fotografias e saberem todas as novidades sigam:
https://twitter.com/Bonecade_Trapos

sexta-feira, 29 de agosto de 2014

A minha rica pessoa #11

Decidiu que estava na altura de mudar, e aproveitar a nova etapa que ai vem.
Comecei por deixar de ser loira e passar a ruiva:

quinta-feira, 28 de agosto de 2014

Eu & Ele e as negociações (4ª Parte)


Quando eu disse que queria colocar um separador para o lixo em casa o Príncipe perguntou-me logo se íamos viver numa casa ou numa central de reciclagem. Respondi que gosto e faço reciclagem desde pequena, e que não são três contentores (papel, plástico/metal, e vidro), mais o lixo comum e o pilhão que o iam estorvar.
fonte
Eu: Bé, é só reciclagem, além disso temos o ecoponto já ali em baixo junto à saída do prédio.
Príncipe: Não sei porque tanto trabalho.
Eu: É por seres tão má pessoa que as pombas te cagam o carro todo.
Príncipe: Grande coisa, só não te cagam o teu carro porque não tens carro, ser boa ou má pessoa é relativo para os animais...
Eu: Diz isso ao pica-pau e ele morde-te... Ele sabe que és má pessoa... Comigo até ao colo anda.
Príncipe: Ainda tenho esperança que esse pequeno demónio seja engolido pelo aspirador antes de casarmos.
Eu: Não sejas assim, além disso, sabes que eu também quero outro animal, gostava de ter um cão ou um gato...
Príncipe: Apesar de não apoiar nenhumas hipóteses eu voto no gato... Assim ele come o rato e eu não sou mais atacado pelo hamster do demónio a quem tu chamas de coisa fofinha...

quarta-feira, 27 de agosto de 2014

Se eu fosse uma selvagem...

...talvez não sentisse a dor que sinto.
fonte
Talvez simplesmente pegava nas peças partidas e deitava fora em vez de procurar cola para as colar.

segunda-feira, 25 de agosto de 2014

De volta o manual de intruções sff

Quando fui passar uns dias a casa dele, até estava tudo bem, os primeiros dias foram a comer e dormir, depois lembrei-me que comer engorda, por isso passei à fase dormir e ver filmes, até que chegou o dia, que ele foi trabalhar e cansada de estar no sofá como uma solteirona a quem só faltam os gatos, levantei-me e fiz todos aqueles tratamentos e rituais de beleza que nós mulheres fazemos, tomei o meu banho e sentei-me pronta para voltar ao trabalho.
Estava tudo a correr muito bem, até reparar que na secretaria dele não existia uma das peças mais fundamentais da minha existência, e com isto quero dizer post-its.
Sim, eu assumo já aqui a criação da palavra, mas sou uma “postiteira”, mas não, não sou um “postiteira” qualquer, sou daquelas cujos post-its tens razão de ser e combinam em geometria e cor com aquilo que se pretende.
Como é que pode uma pessoa viver sem post-its?! Como é que uma pessoa se organiza?! Que ele não use agenda eu até compreendo, que as canetas sejam de ponta fina, até me passa ao lado, mas não ter post-its é um erro crasso.
Além disso nem sublinhadores tem. Não estou a pedir uma colecção deles, mas como é que ele dá destaque às coisas importantes?!
fonte
Socorro estou a sentir-me mal e não há por aqui um post-it para escrever as minhas últimas palavras…
Como é possível que os homens sejam tão básicos, tão simples, e modestos de conteúdos e mesmo assim, muitas vezes, consigam estar um passo à nossa frente?!

sábado, 23 de agosto de 2014

#Resumo da Semana 34/2014


Como sabem, já é usual aos sábados eu deixar aqui o melhor da semana no que diz respeito às fotografias do desafio de 1 foto em 365 dias.
No dia 19 esqueci-me de postar a foto a foto no twitter, não quero atribuir culpas, mas dada a minha situação acho que me vou perdoar desta vez e compensar com uma foto a mais no final...
Já conhecem a recomendação... Sigam-me:
https://twitter.com/Bonecade_Trapos

sexta-feira, 22 de agosto de 2014

A minha rica pessoa #10


Descobriu agora mesmo, que no número 74 da lista dos 101 objetos que mudaram o mundo está: a aliança.
fonte
Ao que parece segundo os especialistas, a aliança surgiu no antigo Egito e  na antiga Roma, mas foi só no século XX que os homens também passaram a utilizar este símbolo de compromisso e de uma relação a dois.
Atualmente consta-se que os casais gastam cerca de 11 mil milhões de dólares neste símbolo de amor.
Algo que é para sempre até que a morte ou o divórcio os separe.

quinta-feira, 21 de agosto de 2014

Buraco Negro


O medo voltou, a tristeza bateu à porta e entrou como se o meu corpo já fosse a sua casa.
Quem lhe deu esse direito?
Amanhã acaba o meu presente e começa o meu futuro, que não sei onde me vai levar, não sei para onde me virar, e tenho medo do que pode vir, ou até mesmo daquilo que pode não chegar a vir.
fonte
Custa-me que depois de tanto dinheiro, e tempo investidos na minha educação, eu não consiga sequer emprego num local onde me ofereçam o mínimo de estabilidade.
Tinha o sonho de tirar o mestrado e o doutoramento, mas para quê?! Desde os meus 20 anos que trabalhei para ter um currículo de fazer inveja, e da última vez que fui a entrevista de emprego na minha área de formação, tiveram a lata de me dizer na cara que eu tinha tudo o que eles procuravam, que era ideal para o emprego, mas que era nova de mais…

Sendo assim restam-me os call centers, que ou não me deixam ir à casa de banho, ou me pagam à comissão onde no final do mês misteriosamente as vendas desaparecem...
Cansei de estar assim, mas estou no mundo real, não sou a Alice, nem este é o país das maravilhas, mas tem que existir melhor, preciso de algo melhor, mas também preciso de pagar as contas.
Despedi-me porque não aguentava mais, ainda estou a viver com os meus pais, mas isto não dura para sempre, e se por momentos sonho com o futuro, descubro apenas um fundo negro.