Avançar para o conteúdo principal

Engana-se quem diz que é só aos 40...


Ao ler o livro "Trinta e Nove + 1" da Sílvia Soler, percebi finalmente, que não precisei de chegar aos 40 para entender uma série de coisas sobre os homens.
fonte
Nesta mesma obra a autora enumera uns quantos dramas que nos deixam inquietas quando somos jovens, mas que com o passar da idade passamos a considerar normal.
  
" (...) 2. A inquietação a seguir ao coito, quando o parceiro ficava em silêncio ao teu lado e tu começavas a perguntar-te «o que estará ele a pensar?», ou pior: «Em quem estará ele a pensar?» Enchias-te de coragem e perguntavas: «Em que pensas?» «Em nada». E tu pensavas «Não se pode estar a pensar em nada». Agora já sabes, estavas enganada: eles podem (de facto, fazem-no constantemente). Quando ficam calados depois de fazer aquilo, ou adormeceram ou - os metrossexuais - estão a lutar por adormecer. E, no caso pouco provável de estarem a pensar em alguma coisa «, não deve nada ter a ver contigo, nem com a apaixonada cena que acabaram de viver. Tem a ver, certamente com o trabalho; de maneira que mais vale não perguntar em que está ele a pensar, não vá acontecer que diga.
3. As manobras subtis, para fazer o parceiro compreender o que sentes sem teres que lho dizer. Nessa altura já sabes que é uma perda de tempo. O teu homem precisa que lhe fales claro: se queres que te convide para jantar, tens de dizer-lhe «quero que me convides para jantar». Nada de «Não há cá quase nada no frigorífico» ou «há tanto tempo que não como sushi». Não: «QUERO QUE ME CONVIDES PARA JANTAR.»
Se não te apetece fazer sexo, nada de «como é possível eu ter tanto sono?» ou «viste que documentário tão interessante dão na 2». «NÃO ME APETECE»." 

Podem acreditar que é verdade, por muito que custe a aceitar, com a maturação do casal e de nós próprias percebemos estas lacunas e melhor ainda aprendemos a lidar com elas com sucesso.
Ao princípio não percebia isto e recusava-me mesmo a aceitar, mas agora que li isto confesso que me sinto e acho a minha relação normal!

Comentários

  1. Por vezes basta ser sincera e dizer coisas simples como elas são, em vez de dizer ou fazer as coisas indiretamente para saberem! Beijinho

    ResponderEliminar
  2. Falar sem rodeios , direto é melhor,acho! bjs, chica

    ResponderEliminar
  3. Se não houver diálogo...perde-se muito!
    Bj amigo

    ResponderEliminar
  4. Durante muito tempo sentia sempre aquela estranha angústia pós-coito tão bem descrita no teu artigo, mas agora penso exatamente que Às vezes é melhor nem perguntar porque os pensamentos serão certamente sobre coisas normais e corriqueiras. Quanto ao resto, também já estou num estágio superior... Também já não me falta tudo para os 40! :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não acredito que falte assim tão pouco para os 40!

      Eliminar
  5. Faz todo o sentido, e realmente não vale a pena estar a "enrolar".

    ResponderEliminar
  6. Esse tipo de livros fazem generalizações absurdas.
    Como é possível escrever algo sobre os homens, como se os homens fossem todos como os que a autora leva para a cama? :/

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Oh nem tudo é igual, acho que quem está a ler é que tem que ter noção disso!

      Eliminar
  7. Entre o casal deve haver à vontade suficiente para se dizer a verdade sem ser preciso enrolar. Com o tempo compreende-se isso

    r: Muito obrigada :)
    Beijinhos*

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Acredita que numa relação o tempo é um grande amigo!

      Eliminar
  8. Um casal só funciona se houver diálogo e cumplicidade, desde o início.

    Beijinhos.

    ResponderEliminar
  9. Olá, Estrela Isy !
    Um casal em sintonia, entende as necessidades do outro.
    Ótimo dia pra você.
    Big beijos
    Lulu on the Sky

    ResponderEliminar
  10. Ainda não cheguei a essa fase na minha relação mas para lá caminho :)

    Beijinho*

    ResponderEliminar
  11. A sinceridade e o diálogo num casal é tudo.

    http://retromaggie.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  12. Agora que acabei de... ler, deixaste-me a pensar! E perguntas-me tu "em que pensas?" Nada, nada de nada, já agora por mais sincero que fosse tu não ias acreditar , pensarias sempre que te estava a enganar. Muito bem Isy, a maturidade está a aproximar-se precocemente de ti, o que vem provar que ler faz bem...é sempre bom aprender com os outros aquilo que nos poderia custar a aprender por nós próprios...por isso vou continuar a dar outra...de leitura, acredita que nos meus quarenta e dezasseis ainda continuo a aprender e a constatar que há quem não consiga aprender. Bjinho

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Oh pessoas que não aprendem é o que mais há por ai!

      Eliminar
  13. Os homens são, de facto, diferentes!

    ResponderEliminar
  14. Sinceridade acima de tudo e à vontade para falarem sobre tudo. Confesso que continuo a aprender.

    Obrigada :)
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  15. Livro interessante! Sim, também acho que descobrimos certas coisas muitos antes dos 40 :)

    ResponderEliminar
  16. Engraçado que nós não conseguimos ficar pensando no nada neh, eu pelo menos não consigo.

    Beijos.

    ResponderEliminar

Enviar um comentário

Mensagens populares deste blogue

TAG| 100 perguntas que ninguém pergunta

Sabendo como eu gosto de responder a TAGs a Matilde do blog "O Cantinho da Tily", nomeou-me para este desafio bem simples e divertido. As regras são simples, responder às 100 perguntas, e nomear quem quisermos. Vamos a isso? 1. Você dorme com as portas do seu armário aberta ou fechada? Prefiro fechada por uma questão de organização, mas não me faz diferença. 2. Você leva embora os shampoos e condicionadores dos hotéis? Sim!!! 3. Você dorme com seu edredão dobrado para dentro ou apra fora? Tanto faz! 4. Você já roubou uma placa de rua? não, mas confesso que gostava de ter uma! 5. Você gosta de usar post-it? Adoro! 6. Você corta cupões, mas depois nunca usa? Sim! 7. Você prefere ser atacado por um urso ou um enxame de abelhas? Venha o diabo e escolha! 8. Você tem sardas? Nop. 9. Você sempre sorri para fotos? Quase sempre! 10. Qual é a sua maior neura? Ui se as coisas não levarem o rumo que eu quero fico do pior! 11. Você já contou seus passos enquanto você andava? Sim. 12. Você já fez x…

A menina bonita

Decerto que lhe conhecem a imagem, a menina de nove anos, chama-se Kristina Pimenova, e é já considerada uma das raparigas mais belas dos últimos tempos.
A criança, é modelo para marcas como Armani, Vougue e Dolce & Gabanna, e desde os 3 anos que assina contratos milionários. Kristina Pimenova, nasceu em Moscovo, e está inscrita em agências de modelos desde tenra idade. Quem patrocinou tudo isto?! A sua mãe, Glikeriya Pimenova, também uma ex-modelo, tem levado a filha à ascensão, porém, tem também sido criticada por isso. Além de muita gente a criticar por não permitir que Kristina tenha a vida de uma criança normal, a mãe da mesma é ainda mais criticada por ter permitido que recentemente a filha pousasse maquilhada e vestida de forma pouco própria para a sua idade. Glikeriya Pimenova, gere os contratos milionários da filha, bem como as redes sociais da mesma que já tem mais de 300 mil seguidores. Porém não é o numero de seguidores que vai determinar a infância que muitos dizem p…

As férias acabaram... Como é que ficaram os animais abandonados?

Existe uma dura realidade que após as férias de verão fica esquecida. Se no inicio do verão as campanhas de sensibilização são muitas (e mesmo assim não são suficientes), a verdade é que depois dos dias dourados de verão, já ninguém pergunta o que aconteceu ao cão idoso que abandonaram às portas de uma instituição, ou então como está aquele cachorrinho que deixaram na beira da estrada.
A minha pergunta para vocês é: Afinal o abandono está a diminuir?
E infelizmente a resposta é não! No final do verão contactei várias instituições que recolhem animais e as respostas são sempre iguais: Não! Não diminuiu.
Para vos ilustrar esta realidade, pedi a várias instituições dados sobre o abandono de animais durante os meses de verão, porém só a Associação Midas no Porto é que se ofereceu para disponibilizar dados concretos:

2015 - 53 animais acolhidos pela instituição.
2016 - 107 animais acolhidos pela instituição. 
2017 - 71 animais acolhidos pela instituição.

Porém antes de começarem a bater palma…