quarta-feira, 6 de agosto de 2014

Os "outros"...


É sempre mais fácil despirmos a nossa pele, deixar tudo para trás e recomeçar de novo, uma vida do zero.
Eu sei, eu já fiz isso, fiz o meu luto, por uma série de situações que correram mal, e depois ergui a cabeça e recomecei a minha escalada.
Mas nessa altura as coisas eram mais simples, não tinha responsabilidades, não tinha contas para pagar, e os "outros" a quem muita gente diz que não devo justificações eram apenas os meus pais que na altura me apoiavam.
fonte
Pois bem, agora não estão assim tão simples, os "outros" já não são só os meus pais, também tenho um noivo, tenho um emprego, um patrão, contas para pagar ao fim do mês e um estilo de vida que não sei se consigo abdicar de um dia para outro, sem pelo menos dar as devidas justificações (sejam merecidas ou não).
Aqueles a quem as pessoas chamam “outros” não são as simples pessoas que posso descartar da minha vida, porque se já o fiz uma vez posso voltar a fazer. Os "outros" que falamos aqui são as três pessoas mais importantes da minha vida, que sem saberem, se preocupam de mais, e por não terem noção disso tudo, me deixam numa situação de conflito onde o simples "EU" não existe. 
Aqui está o meu problema:
O meu problema não é descartar, isso faço eu bem, simplesmente não o posso fazer porque apesar de me estarem a magoar, estão a fazê-lo sem o saber, e eu amo-os incondicionalmente.

42 comentários:

  1. Quando somos só nós podemos fazer o que nos apetecer, mas havendo outros a coisa não é tão fácil. Se bem que para quem está de fora às vezes é muito fácil dizer "faz assim e acontece assado", mas não é essa pessoa que vai ter de viver com as consequências da decisão, porque muitas vezes só quem está por dentro é que sabe o que se passa.

    ResponderEliminar
  2. Querida,Isy. Se os ama, porque descarta-los? Se está magoada fale, como eles saberão oque se passa no seu coraçãozinho e cabeçinha? A melhor opção ainda continua sendo o dialólogo? E em um relacionamento ambas as partes tem que saber fazer concessões, senão acaba ficando desgastante. As vezes é chato, mas, faz parte!!! Beijokas!!!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu não quero descartar ninguém. Já tentei falar, mas as partes parecem não querer entender o meu ponto de vista!

      Eliminar
  3. Percebo perfeitamente querida...Tens que conversar com eles e faze-los entender o que sentes...


    *Beijinhos*
    Caty<3
    http://myfairytale4.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Se fosse apenas uma questão tão simples como falar e resolver os problemas!

      Eliminar
  4. Se são pessoas chegadas, porque não falares directamente com eles?
    Com certeza não te levarão a mal.

    Beijocas

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. o problema não é chegar e falar, o problema é explicar, porque as pessoas acreditam sériamente que estão a fazer o que é bem para mim!

      Eliminar
  5. Sabes uma coisa que odeio? Que as pessoas que eu amo estejam a sentir-se mal, a viver problemas e não falem comigo para "não me preocuparem ou chatearem". Magoa. Dizes que eles te magoam sem intenção, se calhar acabas por fazer o mesmo sem querer. Não era mais fácil contares? Estou só a dizer sem saber exatamente o que é, só mesmo pelo que leio, mas talvez te ajudasse falar, talvez juntos conseguissem chegar a uma solução. Espero que consigas chegar a uma solução. Força

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. visto assim também tens razão... Mas sabes que as coisas não vão ser assim tão simples...

      Eliminar
  6. Isy querida, os outros no fundo pertencente, não há como largar aquilo que é
    nosso, não podemos nos dar a esse luxo, falar é bom, expôr o que nos vai no
    coração, fazê-lo porém com amor, com suavidade, tudo funciona, beijos e corajem

    ResponderEliminar
  7. Quando somos só nós tornasse mais fácil tomar decisões quando já outros temos de ter em conta certas decisões, mas de certeza que vais tomar uma decisão acertada :)
    http://retromaggie.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  8. Tudo se resolve falando cara a cara, olhos nos olhos...

    Fá-lo!

    Beijinhos.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Quem me dera que fosse assim tão simples e fácil...

      Eliminar
  9. Estás num dilema que vais ter de resolver. Por vezes temos que ceder um pouco. As relações humanas são uma negociação constante.
    Usa a experiência e tudo se há de resolver sem as roturas extremas do passado. :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. eu sei, mas está tudo tão confuso agora!

      Eliminar
  10. Ai relações humanas...Tens de ser tu.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu sou eu, mas e os outros?!

      Eliminar
    2. Só não te prejudiques a ti propria...
      R: Bem, exato, fiquei com a nota da primeira.

      Eliminar
  11. Entendi e compreendi perfeitamente a nossa relação com "os outros"...
    Sinto o mesmo... Acho que o diálogo é fundamental.
    Beijocas

    rendasepaetes.com

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Éfundamental quando ambas as partes estão dispostas mudar e a aceitar erros...

      Bjxxx

      Eliminar
  12. E eu continuo a dizer que os outros também têm de mudar, fazer qualquer coisa para que a vida te seja menos pesada. Não os queres magoar, mas por vezes tens de ser um pouco egoísta e pensar mais em ti. Como se costuma dizer, se tu não gostares de ti, quem gostará?
    Não penses que te digo isto de ânimo leve, falo por experiência.
    Beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Mas os outros acham que têm razão e que estão a fazer o melhor para mim, por isso, simplesmente recusam-se a ouvir.

      Eliminar
  13. Amiga Isy os "outros" servem muitas vezes para nos desculparmos das nossas fraquezas, mas esses "outros"são os "outros" que não nos rodeiam no ambiente familiar, neste caso, os "outros" são aqueles que fazem de alguma forma parte muito importante das nossas vidas...os pais os que nos fizeram, os maridos aqueles que escolhemos...ora é aqui que o problema se agudiza e às vezes se inferniza, tudo deve ser feito com diálogo, sem pressas, sem discussões (onde o ruído se sobrepõe ao esclarecimento), numa de reservar aquilo que pode ferir a sensibilidade dos outros(são importantes os segredos que são só nossos e que não tem interesse em ser partilhados sequer pelos nossos "outros"), as coisas devem ser ditas nos momentos certos, nem antes nem depois, é preciso desbravar o caminho e levar a conversa para o assunto que queremos revelar...se não fores capaz de fazer isso lembra-te da máxima "se não puderes vencer junta-te a eles" e verás que mais tarde ou mais cedo serão eles a vir ao teu encontro...vá lá não desanimes porque há coisas bem piores na vida que nem nós nem os "outros" conseguem ultrapassar, portanto há que fazer das fraquezas forças, da infelicidade momentos de reflexão e aproveita tudo o que te faz sentir bem como se fosse o último dia da tua vida...verás no dia seguinte que estás a transformar a noite escura e fria em noites de luar e em interessantes dias luminosos...
    Beijinhos***

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Vou tentar, obrigada pelas palavras!

      Eliminar
    2. Não se diz vou tentar...diz-se vou fazer ou vou conseguir...

      Eliminar
  14. Não sofrer nunca é impossível! Se são pessoas que amas, ainda para mais incondicionalmente, tudo se vai resolver!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. espero bem que sim... só quero que tenhas razão!

      Eliminar
  15. Falar é a melhor solução, se são pessoas de quem gostas tanto e que te querem bem, fala com eles e explica-te, fá-los ver o teu lado. É a falar que nos entendemos.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu falo, mas essas pessoas, querem-me tão bem, que julgam que só o ponto de vista delas é que é correcto e melhor!

      Eliminar
  16. Ahahah obrigado. =) Já me tinham dito muitas coisas, agora Alice no Pais das Maravinhas, não. xD
    O meu conselho para esse teu dilema é falares com "os outros" de quem tanto gostas, diz-lhes como te sentes, sufocada e sem o teu espeço. Como disseste amam-te incondicionalmente e vão entender isso com certeza. ;)

    http://danielasilvayellowworld.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. eles enetendem, mas empurram as coisas de um lado para o outro, de uns para os outros porque todos julgam que estão a fazer bem e o que é correcto para mim...

      Eliminar
  17. A vida torna-se mais complicada à medida que a idade avança

    Marisa Silva
    Styling Dreams
    http://stylingdreams.blogspot.pt

    ResponderEliminar
  18. Quer queiramos quer não alguns "outros" são parte da nossa vida. Não são matéria descartável da qual possamos abdicar sem sofrer. E há vários pontos de vista... ninguém estará completamente errado, nem completamente certo; é preciso chegar a um ponto de equilíbrio.

    beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. tens toda a razão... mas existe uma maneira de encontrar esse ponto de equilibrio?! Ele existirá?

      Eliminar
  19. Estás numa situação complicada...
    Mas quem te disse que deves descartar os "outros"?
    Luta da melhor maneira que conseguires e com as condições que tens*

    ResponderEliminar
  20. Eu não sou estranha... Eu adoro é tudo o que tenha a haver com polícia.

    Beijocas

    ResponderEliminar
  21. "porque apesar de me estarem a magoar, estão a fazê-lo sem o saber, e eu amo-os incondicionalmente." porque não falas com eles sobre isso? :s

    r: ahahaahahhaha tola! obrigada pelas perguntinhas, ahm?! xD

    ResponderEliminar
  22. É o que eu estou a tentar fazer...

    ResponderEliminar