Avançar para o conteúdo principal

Buraco Negro


O medo voltou, a tristeza bateu à porta e entrou como se o meu corpo já fosse a sua casa.
Quem lhe deu esse direito?
fonte
Amanhã acaba o meu presente e começa o meu futuro, que não sei onde me vai levar, não sei para onde me virar, e tenho medo do que pode vir, ou até mesmo daquilo que pode não chegar a vir.
Custa-me que depois de tanto dinheiro, e tempo investidos na minha educação, eu não consiga sequer emprego num local onde me ofereçam o mínimo de estabilidade.
Tinha o sonho de tirar o mestrado e o doutoramento, mas para quê?! Desde os meus 20 anos que trabalhei para ter um currículo de fazer inveja, e da última vez que fui a entrevista de emprego na minha área de formação, tiveram a lata de me dizer na cara que eu tinha tudo o que eles procuravam, que era ideal para o emprego, mas que era nova de mais…

Sendo assim restam-me os call centers, que ou não me deixam ir à casa de banho, ou me pagam à comissão onde no final do mês misteriosamente as vendas desaparecem...
Cansei de estar assim, mas estou no mundo real, não sou a Alice, nem este é o país das maravilhas, mas tem que existir melhor, preciso de algo melhor, mas também preciso de pagar as contas.
Despedi-me porque não aguentava mais, ainda estou a viver com os meus pais, mas isto não dura para sempre, e se por momentos sonho com o futuro, descubro apenas um fundo negro.

Comentários

  1. Nós queremos e investir na nossa educação e formação, mas parece que há sempre alguma coisa para nos impedir ou desmotivar. É triste estudar tanto tempo para algo onde nos vemos trabalhar o resto da vida e nem sequer termos a oportunidade de exercer.
    Forma, muita força!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não imaginas coo é desolador... Sinto-me mal todos os dias porque ivesti tempo e dinheiro para no fim ter empregos mal paados, ou de escrava...

      Eliminar
  2. Infelizmente ,a juventude não vê a luz ao fundo do túnel e os mais velhos, onde me incluo, vivemos a angústia e incerteza dos filhos,netos e a nossa.
    Não vejo solução para este país.
    À maioria dos jovens resta a emigração.
    Apesar do meu pessimismo , resta-me a esperança de um amanhã com alguma luz...

    Não desesperes!

    Beijinhos.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. pois, mas essa luz está difícil de se ver...

      Eliminar
  3. É complicado quando queremos mudar, e investimos em nós, mas para depois levar-mos com coisas assim. Não te botes abaixo, cabeça erguida, e verás que mudará para melhor, há que pensar sempre positivo :)
    r: Concordamos com o mesmo, e obrigada por achares isso. Beijinho

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Acredita que tem altura que não dá para pensar positivo

      Eliminar
  4. A situação econômica não anda fácil... Desejo daqui que consigas um emprego bom que te permita fazer o que desejas! bjs, boa sorte! chica

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. não vejo jeito de ter os dois juntos, agora só peço alguma coisa com o mínimo das condições e com alguma estabilidade.

      Eliminar
  5. R: Entendi mais ou menos.. mas obrigada, tão bom pensares isso de mim *.*

    ResponderEliminar
  6. isso é mesmo complicado, estavas a beira de um abismo e provavelmente foi a melhor coisa que fizeste! eles querem que nós tenhamos todos mestrados, formações em tudo e muitaaa experiência! mas vamos buscar isso onde? e dinheiro? queremos trabalhar e querem sempre alguem com experiência, mas que raio? como alguem pode ter experiência se ninguém lhes dá emprego? ou não há formações necessárias, ou é muito nova, ou é muito velha, ou não tem experiência! isso são só desculpas que eles dão, eles não querem dar trabalho a ninguém e pagar o que é justo! o que eles querem é que as pessoas trabalhem de graça!
    Força!

    Beijinhoss

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Falas e com toda a razão, se não for de graça é literalmente poor uns trocos que nem para as deslocações dá.

      Eliminar
  7. o portátil é este: http://www.worten.pt/store/inicio/informatica/computadores/portateis/mobilidade/portatil-tatil-11-6-acer-v5-122p-61456g50-amd-a6.html
    acho que é mesmo a minha cara :|

    ResponderEliminar
  8. É realmente complicado arranjar emprego em Portugal, especialmente um onde nos dão valor. Mas olha, também já eu estive assim e encontrei um lugar onde, apesar de não ter um ordenado de professora de escola, me sinto bem, recebo o meu dinheiro e sou valorizada.
    Não percas a esperança. Deste o passo de sair do lugar onde não te sentias bem, quem sabe se agora não aparecem novas coisas, coisas melhores. Força e não percas a garra de lutar.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. eu não perco a garra, mas acredita que tem dias em que só me apetece baixar os braços e deistir...

      Eliminar
  9. Me ha gustado tu bloc, he encontrado cosas muy interesantes, te invito a visitar el mío esta semana mesas marineras, restaurantes curiosos y una receta refrescante espero que te gusten mis propuestas y me encantaría que si no eres seguidora te hicieras para seguir compartiendo nuestros blogs
    Elracodeldetall.blogspot.com

    ResponderEliminar
  10. É realmente desafiante pequena boneca, mas continue a acreditar que a situação sempre pode melhorar, temos de ter fé.
    Bom fim de semana.
    Bjinhos ♥
    http://sarranheira.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  11. Nunca desistas de concretizar os teus sonhos...parece-te que ainda não vai ser desta porque o teu investimento era noutra área. Ora, se investiste em ti fizeste-o bem e isso não é desperdício, até porque não deves deixar de investir no conhecimento e compreensão de nós próprios e de tudo o que nos rodeia Já te tenho referido a lei de conservação de massas de Lavoisier, por isso nunca devemos desistir e se preciso for façamos a reformulação e transformação dos nossos sonhos procurando ver que nessa renovação está a nossa vida, vida muitas vezes imperfeita mas vivida com dignidade, onde a nossa fé não pode ter limites e apenas a fasquia das expectativas sobe e desce na temporalidade da nossa finita existência. No imediato precisas de coragem, muita coragem, seja para comer sapos vivos ou o pão que o diabo amassou, aí verás que a pequena boneca de trapos tem mais valor que uma de porcelana porque saberás contorcer-te e moldar-te às novas situações enquanto a outra se quebrará no primeiro contratempo.
    Beijinhos***

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Muito obrigada pelas tuas palavras, apesar de já ter passado por isso, e saber o que custa, tens toda a razão, obrigada!

      Eliminar
  12. Agora compreendo o teu stress e dai teres mencionado a situação do hair!!
    (depois podes dizer a cena que metes no champô?)
    bigadaaa

    ResponderEliminar
  13. Ei rapariga calma!!! Há sempre uma luz ao fundo do tunel!

    *Beijinhos*
    Caty<3
    http://myfairytale4.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Às vezes tenho medo que a luz seja um comboio, já ando nisto desde 2012...

      Eliminar
  14. Como pai (tenho dois filhos, ambos com licenciatura e mestrado) sei o que sofrem e como se sentem os jovens na situação aqui referida.
    Mas nós, pais, também sofremos e muito.
    Acredito que um dia o túnel terá alguma luz. Acredito na juventude com garra e conhecimento. O futuro é vosso, não desistam, lutem!
    Tudo de bom.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Começo a ficar cansada de lutar porque ao que parece nunca nada é suficiente e se é, existe sempre uma desculpa...

      Eliminar
  15. Infelizmente não é a única!
    Meus filhos formaram-se e não conseguiram exercer dentro da sua área...mas não baixaram os braços e arregaçaram as mangas para trabalhos que lhes são minimamente agradáveis de permitirem a sua subsistência!
    Desejo que encontre o seu caminho! Bj amigo

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Então eles tem sorte, porque a mim só aparecem empregos mal pagos, ou com más condições... não tenho medo de trabalhar mesmo que seja fora da minha área, mas acho que mereço ter condições de trabalho e ser paga por aquilo que faço...

      Eliminar
  16. Infelizmente é esta a nossa triste realidade...
    Há que pensar positivo, sempre... Não vale desistir porque, acredito, que mais cedo ou mais tarde aparecerá alguma coisa melhor. Acredito nisto com toda a força e é por isso que me levanto todas as manhãs para que o amanhã seja melhor e mais risonho.
    Desejo-te toda a sorte do mundo. Vais conseguir :D. Força!!!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. eu também pensava assim, mas ao fim de alguns anos começas a perder a força e a esperança...

      Eliminar
  17. Está na hora de mudar viu? Tb passei por maus bocados na vida profissional. Desejo que encontre seu caminho
    Bom final de semana pra vc.
    Big beijos
    Lulu on the Sky

    ResponderEliminar
  18. A realidade do nosso país..
    Tem força e acredita! Vais encontrar algo melhor, vais ver! :)

    ResponderEliminar
  19. Dá-me uma tristeza quando penso que a minha geração passou uma vida de dificuldades, mas com a esperança de um dia vermos os filhos terem a recompensa pelo nosso esforço e o deles. E no fim só conseguimos isto... um mar de desilusões, as ambições dos filhos a murcharem e este país a ser governado por uma cambada de cretinos e vigaristas.
    Se tivesse menos 20 anos e saúde, ainda tentava a sorte fora deste antro. :|

    ResponderEliminar
  20. Muito obrigada!
    Nunca fiz praia em Moledo, mas aquilo lá é tão bonito. A vista é deslumbrante

    ResponderEliminar
  21. R: Obrigada pelo teu cometário :) Relativamente ao teu post, a verdade é que trabalhamos tanto pelos nossos sonhos para eles serem destruídos à frente dos nossos olhos. É uma realidade triste!

    ResponderEliminar
  22. Não dramatizes tanto, tens trabalhado na tua área, eu estou há 3 anos sem trabalhar na minha área, ou seja, desde que terminei os meus estudo, resumindo, nunca trabalhei na minha área. Só mesmo em trabalhos precários, part-time e recibo verde, e no último ano letivo só mesmo explicações. A vida é dura e neste país é uma merda em termos profissionais, mas temos de seguir em frente, erguer a cabeça e continuar. Não desistas de algo que não é o fim do mundo.

    ResponderEliminar

Enviar um comentário

Mensagens populares deste blogue

TAG| 100 perguntas que ninguém pergunta

Sabendo como eu gosto de responder a TAGs a Matilde do blog "O Cantinho da Tily", nomeou-me para este desafio bem simples e divertido. As regras são simples, responder às 100 perguntas, e nomear quem quisermos. Vamos a isso? 1. Você dorme com as portas do seu armário aberta ou fechada? Prefiro fechada por uma questão de organização, mas não me faz diferença. 2. Você leva embora os shampoos e condicionadores dos hotéis? Sim!!! 3. Você dorme com seu edredão dobrado para dentro ou apra fora? Tanto faz! 4. Você já roubou uma placa de rua? não, mas confesso que gostava de ter uma! 5. Você gosta de usar post-it? Adoro! 6. Você corta cupões, mas depois nunca usa? Sim! 7. Você prefere ser atacado por um urso ou um enxame de abelhas? Venha o diabo e escolha! 8. Você tem sardas? Nop. 9. Você sempre sorri para fotos? Quase sempre! 10. Qual é a sua maior neura? Ui se as coisas não levarem o rumo que eu quero fico do pior! 11. Você já contou seus passos enquanto você andava? Sim. 12. Você já fez x…

A menina bonita

Decerto que lhe conhecem a imagem, a menina de nove anos, chama-se Kristina Pimenova, e é já considerada uma das raparigas mais belas dos últimos tempos.
A criança, é modelo para marcas como Armani, Vougue e Dolce & Gabanna, e desde os 3 anos que assina contratos milionários. Kristina Pimenova, nasceu em Moscovo, e está inscrita em agências de modelos desde tenra idade. Quem patrocinou tudo isto?! A sua mãe, Glikeriya Pimenova, também uma ex-modelo, tem levado a filha à ascensão, porém, tem também sido criticada por isso. Além de muita gente a criticar por não permitir que Kristina tenha a vida de uma criança normal, a mãe da mesma é ainda mais criticada por ter permitido que recentemente a filha pousasse maquilhada e vestida de forma pouco própria para a sua idade. Glikeriya Pimenova, gere os contratos milionários da filha, bem como as redes sociais da mesma que já tem mais de 300 mil seguidores. Porém não é o numero de seguidores que vai determinar a infância que muitos dizem p…

As férias acabaram... Como é que ficaram os animais abandonados?

Existe uma dura realidade que após as férias de verão fica esquecida. Se no inicio do verão as campanhas de sensibilização são muitas (e mesmo assim não são suficientes), a verdade é que depois dos dias dourados de verão, já ninguém pergunta o que aconteceu ao cão idoso que abandonaram às portas de uma instituição, ou então como está aquele cachorrinho que deixaram na beira da estrada.
A minha pergunta para vocês é: Afinal o abandono está a diminuir?
E infelizmente a resposta é não! No final do verão contactei várias instituições que recolhem animais e as respostas são sempre iguais: Não! Não diminuiu.
Para vos ilustrar esta realidade, pedi a várias instituições dados sobre o abandono de animais durante os meses de verão, porém só a Associação Midas no Porto é que se ofereceu para disponibilizar dados concretos:

2015 - 53 animais acolhidos pela instituição.
2016 - 107 animais acolhidos pela instituição. 
2017 - 71 animais acolhidos pela instituição.

Porém antes de começarem a bater palma…